A derrota para o Palmeiras, nesta quinta-feira (8), por 2 a 0, foi a última partida de Dorival Júnior no comando do São Paulo. O treinador já chegou pressionado para este jogo, devido aos maus resultados acumulados, e a derrota só confirmou o péssimo momento.

Dorival Júnior fora do São Paulo

A informação da queda de Dorival Júnior ainda não foi confirmada oficialmente, mas já se espalhou pela internet. O apresentador do programa Estádio 97, da Rádio Energia 97 FM, Sombra [VIDEO], cravou a queda do treinador. “Dorival caiu”, afirmou em seu Twitter.

Outro que falou sobre a queda de Dorival foi o repórter André Galvão [VIDEO], da rádio Transamérica FM.

“Dorival Júnior não é mais o técnico do São Paulo”, comentou. Rica Perrone, jornalista são-paulino, também confirmou a queda do treinador. Os três são pessoas bem informadas sobre o que acontece nos bastidores do São Paulo.

Substitutos de Dorival

Existe um movimento entre torcedores do São Paulo pedindo a vinda de Vanderlei Luxemburgo. O são-paulino que pede isso, claro, não se baseia nos últimos trabalhos de Vanderlei, que não foram bons, mas sim em dois pontos.

O primeiro deles é tudo o que treinador apresentou ao lado da carreira, embora não tenha um trabalho de sucesso há algumas décadas. Em segundo lugar, o sonho de treinar o Tricolor, que o Luxa nunca escondeu. A combinação Luxa mais São Paulo seria, praticamente, o último sopro da carreira do veterano treinador.

Há outros nomes, porém, na lista de preferência. Alguns falam no ex-jogador Pintado, que tem feito bom trabalho no São Caetano. Há quem cite Zé Ricardo, no Vasco da Gama. Ex-treinadores da seleção brasileira, Felipão e Dunga também são cotados. Mas não há nada certo sobre quem virá para o Tricolor.

Culpa da diretoria

Embora grande parte da torcida peça a saída de Dorival Júnior, os torcedores sabem que o treinador não é o único culpado. Os jogadores também têm sua parcela de culpa pelo mau futebol apresentado.

Mas não só eles. A diretoria também é apontada como culpada. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, deu continuidade aos péssimos trabalhos diretivos dos últimos anos, que têm afundado o Tricolor.

Para muitos são-paulinos e jornalistas especializados, enquanto a direção não mudar, a mudança de técnicos e a contratação de jogadores será apenas um paliativo que não servirão para muita coisa.

Enquanto isso, o São Paulo não conquista um título desde 2012 e troca de técnicos com frequência desde a primeira saída de Muricy Ramalho, em 2009.