A campanha pedindo paz urgentemente na síria já conquistou também os brasileiros e a hashtag #PrayForSiria é o assunto mais comentado do twitter neste sábado (3). O Esporte Clube Bahia mostrou que é possível usar o futebol para tentar levar um pouco de paz ao mundo e está mobilizando sua torcida ao pedir a todos que façam parte desta campanha.

A população da Síria está sofrendo muito com os ataques e precisa de orações, independente da religião de cada um. [VIDEO] O Bahia usou seu perfil no Twitter para compartilhar uma publicação incentivando as pessoas a tirarem ao menos 1 minuto do dia para fazer uma oração para quem está na Síria, em meio aos bombardeios.

Os ataques não estão poupando nem crianças e idosos, todos estão sofrendo os horrores da guerra. A assessoria do Bahia informou que o time irá apoiar a campanha, pedindo a todos os torcedores que façam o mesmo. [VIDEO]

Bahia recorre de decisão do TJD-BA

O Bahia, assim como o Vitória, recorreu da decisão do TJD-BA (Tribuna de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia). Agora os dois times pretendem conseguir o efeito suspensivo para os atletas que foram punidos.

O Bahia pede, em seu recurso, que o Pleno do TJD-BA coloque o time como terceiro interessado na denúncia feita contra o time do Vitória.

Para ter êxito neste processo, o time tricolor até contratou uma perícia de leitura labial, esperando assim conseguir provar que o técnico Vágner Mancini passou orientações aos jogadores para que fizessem de tudo para forçar a final do jogo. Porém, o Bahia teve o pedido negado na última terça-feira, dia 27, e não conseguirá contar com este recurso no tribunal.

No caso do Vitória, a reclamação é quanto a multa no valor de R$ 100 mil, pois o time foi acusado de forçar o fim da partida. Para o Rubro-Negro, a punição não faz sentido, porque o técnico, assim como o supervisor e também os jogadores que tiveram seus nomes envolvidos em toda esta polêmica, já foram absolvidos.

Outro detalhe importante nesta história é que os dois times já entraram com o pedido de efeito suspensivo junto ao TJD-BA tentando conseguir fazer com que os jogadores punidos sejam liberados o mais rápido possível.

Os craques suspensos do time tricolor são: Edson e Rodrigo Becão, que deverão ficar oito jogos sem entrar em campo. No caso do Vitória, os jogadores suspensos são: Kanu (dez partidas suspenso), além de Yago, Rhayner e Denílson, que deverão ficar oito jogos afastados.

O Vitória quer a suspensão da multa e a liberação imediata dos craques, alegando que as penas passam de dois jogos, citando o artigo 53, parágrafo 4, da Lei Pelé, quando a penalidade é acima de duas partidas consecutivas, ou então, por 15 dias.

O Bahia chegou a recorrer da pena dada a Vinícius, só que neste caso o atacante sofreu punição de dois jogos. Sendo assim, não há efeito suspensivo.