Titular absoluto do Santos nas 12 primeiras partidas da temporada, o meia Emiliano Vecchio simplesmente desapareceu, não apenas dos 11 iniciais, ficando relegado ao banco de reservas nos últimos quatro, e decisivos, compromissos do time no Campeonato Paulista. Sua última aparição dentro das quatro linhas foi na vitória por 3 a 1 diante do Nacional do Uruguai, no estádio do Pacaembu, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Publicidade
Publicidade

Questionado a respeito do que o levou a não utilizar mais o argentino, o treinador santista deu uma resposta curta e direta, preferindo ao mesmo tempo elogiar seu jogador. “É uma opção minha. Não tem nada. É um cara especial”, justificou o treinador, que também não descartou que o jogador possa em breve voltar a figurar entre os titulares.

Mesmo com o repentino afastamento, e da temporada ainda não ter completado seu terceiro mês, Vecchio atuou praticamente o mesmo número de jogos que fez durante todo o ano passado, quando esteve em campo 15 vezes, sendo duas pela Copa Libertadores da América e outras 12 pelo Campeonato Brasileiro e ainda tendo uma solitária aparição na Copa do Brasil.

Publicidade

A saída do argentino do time escancara ainda mais um problema que o time vem tendo desde a saída de Lucas Lima, que é a falta de um camisa 10. Além de Vecchio, Jean Mota também desempenhou a função em algumas partidas. Diogo Vitor e Rodrygo também foram experimentados no setor, mas os resultados não foram satisfatórios. Jair chegou a dizer, em uma entrevista coletiva, que enquanto um jogador com as características não chega, irá utilizar o que tem à disposição no elenco.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Santos

Desabafo

O Santos foi eliminado do Campeonato Paulista, mas como se costuma dizer no Futebol, deixou a competição de cabeça erguida, uma vez que a queda deu-se somente após a disputa de penalidades. Ao final da partida, o zagueiro David Braz fez um desabafo, onde enalteceu a qualidade do elenco santista, respondendo aos comentários feitos após a derrota do time por 1 a 0 na primeira partida.

"Eu tenho muito orgulho de vestir esse manto”, disse o defensor.

“Um time que algumas pessoas desacreditam. Falaram e pensaram que iríamos ser goleados. Aqui é Santos, bicampeão mundial”, seguiu antes de mandar um recado aos críticos. “Quando vocês acharem que o Santos está pra baixo, cuidado! Vocês acabam de cometer um grande erro”.

O elenco do Santos volta aos trabalhos já nesta quarta-feira (28), quando os jogadores reservas treinarão no campo e os que atuaram contra o Palmeiras farão trabalho regenerativo.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo