O Santos inicia neste domingo, [VIDEO] no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, sua caminhada nas quartas de final do Campeonato Paulista, quando encara a equipe do Botafogo. O time santista vem embalado pela ótima vitória por 3 a 1 sobre o Nacional do Uruguai, pela segunda rodada da Copa Libertadores da América. Mesmo assim, o técnico jair ventura decidiu promover algumas mudanças no time.

O recém-contratado lateral-esquerdo Dodô agradou a comissão técnica nos jogos que disputou e será mantido como titular. Com isso, Jean Mota, que vinha atuando improvisado no setor, será deslocado para o meio de campo, sua posição de origem, e o argentino Vecchio, em má fase, passa a ser opção para o banco de reservas.

Quem também será mantido na equipe é o atacante Rodrygo. O jogador de 17 anos vem com moral após o gol anotado na Copa Libertadores, contra o Nacional, e começará seu quarto jogo como titular. O técnico Jair Ventura pede para que a lista de relacionados não seja divulgada pela assessoria de imprensa no entanto, a escalação não deve fugir da seguinte formação: Vanderlei no gol [VIDEO], a defesa sendo formada por Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô. Alison; Eduardo Sasha, Léo Cittadini, Jean Mota e Rodrygo no meio de campo e Gabriel no ataque.

Um dos jogadores que iniciará a partida como titular é Léo Cittadini. A jovem revelação santista acabou colocando o experiente Renato no banco de reservas, porém a diretoria agora terá que se mexer para não perder o jogador, uma vez que seu vínculo termina no final do ano e até agora ele não foi procurado para conversar sobre um novo acordo.

Recusou proposta

Não apenas os jogadores do elenco principal do Santos têm sido alvo do assédio de clubes europeus. Reconhecidamente tendo uma das melhores bases do país, o clube também busca manter suas principais promessas na Vila Belmiro. O último alvo dos estrangeiros foi o zagueiro da equipe sub 17 Gustavo Cipriano, que frequentemente participa das atividades com o time de cima.

Segundo informação publicada pelo portal Globo Esporte, o jogador foi sondado pelo Hellas Verona, da Itália. O jogador já havia passado um período de férias no clube italiano e deixou boa impressão. A ideia do clube europeu era contratá-lo por um ano, tendo uma opção de compra ao final do contrato. A proposta não foi aceita pela diretoria santista, que agora, já buscando se precaver de novas investidas, já estuda propor ao jogador seu primeiro contrato como atleta profissional.