O Liverpool não vai vender Mohamed Salah de barato. O colosso inglês sabe bem sobre os interessados por seu maior craque, mas já estão preparando a resposta. Incluindo para o Real Madrid, um dos times que mais deseja o ala egípcio, que está provocando miséria em todas as defesas inglesas, e na Europa também. É que na Champions, o Liverpool já está [VIDEO]nas quartas de final, fase em que vai defrontar o Manchester City, de Pep Guardiola.

Salah depois de Coutinho

Salah é um dos jogadores do ano e assumiu rapidamente o estatuto de estrela do mítico time inglês, um dos que tem mais torcedores por todo o mundo.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Ídolo de milhões, Salah chegou somente há um ano em Liverpool e os ingleses pretendem que ele continue por mais tempo. De tal modo que eles vão fazer de tudo para afastar os interessados, pedindo uma quantia muito elevada por ele, superando até o valor de Philippe Coutinho.

Liverpool classifica a venda de Salah como proibitiva. Eles falam em cobrar 65 milhões de euros a mais que Coutinho [VIDEO], que já foi a segunda maior transferência da história do Futebol, apenas perdendo para a venda de Neymar para o PSG. O Barcelona está envolvido nas duas transferências históricas e, no caso do brasileiro Coutinho, eles tiveram sérias dificuldades para negociar com a diretiva do Liverpool.

Liverpool quer manter Salah

O colosso inglês pode não estar no patamar mais elevado do futebol europeu, atualmente, mas isso não significa que eles estejam disponíveis para perder dinheiro nas transferências. O Liverpool foi buscar Salah na Roma, no ano passado, e acabou revelando um dos maiores talentos do mundo. Agora, a ideia é manter a estrela maior do Egito.

A imprensa inglesa está revelando que o Liverpool não vai vender o egípcio por menos de 225 milhões de euros, e o aviso fica dado, desgostando o Real Madrid.

Na Europa do futebol, todos sabem como é difícil negociar com o Liverpool, que está fazendo um bom dinheiro com suas vendas, nos últimos anos. Desde que eles transferiram Luis Suárez para o Barcelona em 2014, por 81 milhões de euros, eles aprenderam a revalorizar e vender seus talentos a um preço muito maior do que o que eles custaram.

Liverpool 'responde' ao Real Madrid

O próximo pode ser Mohamed Salah, procurado, entre outros, pelo Real Madrid, e que, segundo a imprensa inglesa, o clube de Anfield avaliou em 225 milhões de euros. Para obter esse dinheiro na venda, o atacante egípcio se tornaria automaticamente na transferência mais cara da história, por mais de três milhões do que o PSG pagou ao Barcelona por Neymar.

A avaliação de Salah é claramente maior do que o preço pelo qual o Barça conseguiu o brasileiro Philippe Coutinho, vendido por um total de 160 milhões, dividido por 120 em pagamento fixo e outros 40 em variáveis. Salah, portanto, iria para o eventual comprador por mais 65 milhões do que o atual camisa '14' do Barça.

Liverpool se especializou em valorizar jogadores

Os 37 gols em 43 jogos que Salah conseguiu nesta temporada, que o colocam, entre outras coisas, na liderança na luta pela Bota de Ouro (na frente de Messi, por seis pontos), aumentaram seu preço em um Liverpool que ganhou o gosto em fazer grandes negócios com suas estrelas.

Luis Suarez, por exemplo, que eles compraram na Ajax, por 25 milhões, em janeiro de 2011, e vendeu três anos depois por mais do triplo. Coutinho chegou a Anfield em janeiro de 2013, por 10 milhões de euros, e transferiu-o há três meses para o Barça pelos referidos 120 mais 40. O próximo pode ser Salah, adquirido em Roma, no verão de 2017, por 39 milhões. Agora, poderiam vendê-lo por cinco vezes mais do que ele custou.