O Palmeiras já sabe o adversário das semifinais do Campeonato Paulista 2018: o Santos. Em dois jogos no Pacaembu, o Verdão decidirá vaga na final do Estadual. Do outro lado, Corinthians e São Paulo iniciam a disputa por outra vaga na grande decisão do Paulistão.

Vários horizontes começam a se abrir. Podemos ter, após longos anos, mais uma decisão entre Palmeiras e Corinthians. A última vez que o embate aconteceu foi em 1999, onde o Alvinegro levou a taça dias após o Verdão conquistar a Copa Libertadores da América. Na ocasião, Edilson fez embaixadinhas e provocou briga generalizada em campo.

Na fase de grupos, Palmeiras e Santos se enfrentaram no Allianz Parque e deu Verdão: 2 a 1.

Agora o duelo é válido pelo mata mata das semifinais, e o técnico Roger Machado já está preparando a equipe.

Existe remota possibilidade de Jaílson ganhar efeito suspensivo e jogar. O goleiro foi suspenso pelo Tribunal de Justiça Desportiva e tem que cumprir mais uma partida (já cumpriu duas). O jurídico palmeirense entrou com efeito suspensivo e, se for aceito, ele será liberado até o dia do próximo julgamento.

Briga por Scarpa

O Fluminense se posicionou sobre a briga pelo meia Gustavo Scarpa. O time carioca garantiu que não tem intenção de ter o atleta de volta, mas quer saída 'amigável'. De acordo com Miguel Pachá, vice-presidente de interesses legais do clube, Scarpa deixou o clube pelas portas dos fundos e que, agora, com a queda da liminar, terá a chance de rever tal atitude.

Pachá quer um acordo com o Palmeiras e não descarta envolver atletas.

No clube paulista, alguns jogadores não são utilizados e podem, de fato, serem envolvidos. Um deles é o meia Hyoran, que veio da Chapecoense no final de 2016.

A diretoria jurídica do Palmeiras entende que o resultado final será positivo para o Alviverde. No entanto [VIDEO], trata-se de um jogo de paciência [VIDEO]. Um novo encontro nos Tribunais acontecerá dia 13 de abril e nova discussão deve ocorrer.

Uma compensação financeira não está descartada, mas o Palmeiras tentará evitar dispor de dinheiro neste caso. Quer outro tipo de negócio, outro tipo de conversa.

Erro

O Tribunal Regional do Trabalho que publicou a queda da liminar errou na hora de dar o 'enter'. Na publicação inicial, o órgão liberava Scarpa para voltar ao Palmeiras. Ao reconhecer o erro, o texto foi editado e confirmou o vínculo de Scarpa com o Fluminense novamente.

O técnico Roger Machado quer contar com o jogador e aguarda solução para o caso.