As coisas não correram nada bem, nessa terça-feira (27), com a Seleção da Argentina, e Leo Messi era a imagem do desalento. Existe uma Argentina com ele e outra sem Messi. [VIDEO]

Isso ficou mais claro que nunca, após a seleção ser humilhada perante a Espanha, no Wanda Metropolitano, em Madri, na derrota por 6 a 1. No final, as coisas teriam ficado bem feias no vestiário entre Messi e seus companheiros.

A importância de Messi na Argentina

A Argentina vem de três finais consecutivas. No Brasil, fez a final da Copa do Mundo contra a Alemanha, em 2014. Os hermanos perderam por 1 a 0, com gol na prorrogação, em um jogo muito bom dos argentinos, que ficaram muito perto da vitória.

A Argentina conseguiu ainda duas finais da Copa América, que perderam, nos pênaltis, contra o Chile.

Messi ficou tão incomodado que ele até renunciou a sua seleção. Ele sentia o peso do fracasso e foi embora. No entanto, os maus resultados no time nas eliminatórias para a Copa da Rússia e os pedidos de todos fizeram o craque repensar sua decisão. Messi voltou e, com ele, a história foi outra. Não foi fácil, mas o craque conseguiu classificar a Argentina para a Copa do Mundo, onde sua seleção aparecia como favorita, juntamente com a Alemanha, Brasil e Espanha. [VIDEO]

Preparação da Argentina correu mal

Nessa fase de preparação, a Argentina voou para a Europa e jogou com Itália e Espanha. Messi ficou de fora dos dois jogos. A estrela do time esteve sempre com seus colegas, mas não jogou, por um suposto desconforto no adutor.

Alegadamente, eles preferiram não arriscar, e dar descanso para o craque. Afinal, não passavam de amistosos.

Porém, há quem defenda que a Argentina fez isso para ver o desempenho do time sem Messi. Se for isso, ficou bem evidente a importância do jogador do Barcelona.

Contra a Itália, a Argentina ainda venceu, por 2 a 0, mas contra a Espanha foi mal demais. Derrota por 6 a 1, em um dos piores encontros da história da Argentina. Messi assistiu a tudo na bancada, e sua cara dizia tudo.

O jogador estava tão desconfortável perante a atuação de seus colegas que até abandonou o seu lugar antes do jogo terminar. Frustrado, Messi teria seguido logo para o vestiário, onde ficou aguardando seus colegas.

Messi levantou a voz com os colegas

Messi tinha definido a Copa do Mundo como sua prioridade para esta temporada, mas, depois dessa partida, vê tudo muito complicado. A Espanha está muito forte e mostrou todas as fragilidades da Argentina. No final, a briga foi séria.

A bronca de Messi, asseguram fontes de dentro da seleção, foi uma daquelas que marcam época.

O craque do Barça, que colocou sua obsessão na Copa do Mundo na Rússia, advertiu seus colegas: sozinho, ele não vai conseguir.

Messi precisa do melhor de uma Argentina que decepcionou, mas que tem espaço para melhorar. Os jogos são disputados na Copa do Mundo e não em amistosos. Falta pouco, agora foi só um aviso, mas daqui a pouco será para valer.

Messi falou nesse sentido e até levantou a voz para encorajar o grupo. Ele brigou, mas tentou que seus colegas percebessem que ainda é possível, mas se eles o ajudarem. Apesar de tudo, Messi deixou uma ponta de esperança. Ele ainda acredita. A Copa do Mundo vai ser jogada na Rússia, e não na Espanha. E a Argentina terá Leo Messi.