A Sociedade Esportiva Palmeiras [VIDEO] se reabilitou no estadual vencendo o São Paulo Futebol Clube [VIDEO], por 2 a 0, nesta quinta-feira, 8, no Allianz Parque, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. O verdão completou 100 jogos na Arena, com um público de 34.916 pessoas, e superou o tricolor pela sexta oportunidade consecutiva atuando em casa.

Com o resultado, o time de Roger Machado é o líder do Paulistão, com 23 pontos no Grupo C, seis à frente do seu oponente na próxima fase, o Novorizontino.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Tendo mais uma frustração em desafios contra grandes clubes da capital, o tricolor está na ponta do Grupo B, com 14 pontos, mesma quantia do São Caetano, segundo colocado.

O cargo de técnico do São Paulo não pertence mais a Dorival Junior, demitido após uma reunião da diretoria.

Ele é o sétimo profissional a deixar o tri mundial em um período de três anos. André Jardine assumi interinamente.

Na curta história do Choque-Rei, em seu lar modernizado, desde que foi reinaugurado dia 19 de novembro de 2014, o Palestra tomou apenas 3 gols do rival do Morumbi e fez 18. Considerando todos os adversários, a equipe tem 66 vitórias, 17 derrotas e 17 empates, além de balançar as redes dos visitantes em 185 ocasiões.

Em 2015 aconteceu o primeiro duelo contra os são-paulinos, de lá para cá, foram três encontros pelo paulista e três pelo brasileiro. Dois lances específicos não saem da cabeça dos torcedores palestrinos. Eles ocorreram em 2015 e 2017, em gols de cobertura, de longa distância.

Rogério Ceni, atual técnico do Fortaleza, era goleiro do São Paulo no feito de Robinho, que o encobriu com um chute, quase do meio-campo, e depois correu para o abraço da torcida.

Já no ano de 2017, também no mês de março, o arqueiro que sofreu o belo tento dos anfitriões foi Denis. Depois de uma saída errada pela lateral direita, na época exercida pelo argentino Julio Buffarini, Dudu disparou uma finalização certeira, realizando de novo a façanha.

O alviverde veio a campo com Jailson, Marcos Rocha, Thiago Martins, Antônio Carlos, Victor Luis, Felipe Melo, Willian, Bruno Henrique, Lucas Lima, Dudu e Miguel Borja. Os visitantes começaram com Jean, Éder Militão, Arboleda, Rodrigo Caio, Edimar, Hudson, Petros, Marcos Guilherme, Valdívia, Christian Cueva e Brenner.

Gols da partida

Num período de 31 minutos, o verdão fez 2 a 0, o primeiro gol foi marcado por Antônio Carlos, aos 9 da etapa inicial, aproveitando escanteio batido da esquerda por Lucas Lima. Ele ganhou no alto de Josemar e Arboleda e cabeceou no canto para fazer a alegria da torcida.

O placar aumentou com Borja aos 31 minutos, o colombiano foi oportunista, servindo-se de um rebote dado pelo goleiro Jean, após defender um voleio que Victor Luis acertou.

A marcação eficiente e aguerrida do Palmeiras possibilitou o domínio do espetáculo, criando as principais chances e sofrendo pouco risco. Até o fim do segundo tempo, o controle da partida foi mantido, mas a bola teimou em não entrar na meta são-paulina.

Próximos compromissos

  • São Paulo e Red Bull Brasil, no Morumbi, domingo,11, às 17 horas. (horário de Brasília)
  • Ituano e Palmeiras, no Novelli Júnior, domingo, 11, às 17 horas. (horário de Brasília)

Cartões amarelos

  • São Paulo- Marcos Guilherme, Hudson, Petros e Shaylon.
  • Palmeiras- Victor Luis, Felipe Melo, Bruno Henrique, Marcos Rocha e Thiago Martins.

Substituições

  • Visitante- Brenner por Tréllez, Hudson por Shaylon, e Marcos Guilherme por Nenê.
  • Mandante- Willian por Gustavo Scarpa, Felipe Melo por Thiago Santos, e Bruno Henrique por Moisés.