A Sociedade Esportiva Palmeiras se reabilitou no estadual vencendo o São Paulo Futebol Clube, por 2 a 0, nesta quinta-feira, 8, no Allianz Parque, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. O verdão completou 100 jogos na Arena, com um público de 34.916 pessoas, e superou o tricolor pela sexta oportunidade consecutiva atuando em casa.

Com o resultado, o time de Roger Machado é o líder do Paulistão, com 23 pontos no Grupo C, seis à frente do seu oponente na próxima fase, o Novorizontino.

Tendo mais uma frustração em desafios contra grandes clubes da capital, o tricolor está na ponta do Grupo B, com 14 pontos, mesma quantia do São Caetano, segundo colocado.

O cargo de técnico do São Paulo não pertence mais a Dorival Junior, demitido após uma reunião da diretoria. Ele é o sétimo profissional a deixar o tri mundial em um período de três anos. André Jardine assumi interinamente.

Na curta história do Choque-Rei, em seu lar modernizado, desde que foi reinaugurado dia 19 de novembro de 2014, o Palestra tomou apenas 3 gols do rival do Morumbi e fez 18.

Considerando todos os adversários, a equipe tem 66 vitórias, 17 derrotas e 17 empates, além de balançar as redes dos visitantes em 185 ocasiões.

Em 2015 aconteceu o primeiro duelo contra os são-paulinos, de lá para cá, foram três encontros pelo paulista e três pelo brasileiro. Dois lances específicos não saem da cabeça dos torcedores palestrinos. Eles ocorreram em 2015 e 2017, em gols de cobertura, de longa distância.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Palmeiras

Rogério Ceni, atual técnico do Fortaleza, era goleiro do São Paulo no feito de Robinho, que o encobriu com um chute, quase do meio-campo, e depois correu para o abraço da torcida.

Já no ano de 2017, também no mês de março, o arqueiro que sofreu o belo tento dos anfitriões foi Denis. Depois de uma saída errada pela lateral direita, na época exercida pelo argentino Julio Buffarini, Dudu disparou uma finalização certeira, realizando de novo a façanha.

O alviverde veio a campo com Jailson, Marcos Rocha, Thiago Martins, Antônio Carlos, Victor Luis, Felipe Melo, Willian, Bruno Henrique, Lucas Lima, Dudu e Miguel Borja. Os visitantes começaram com Jean, Éder Militão, Arboleda, Rodrigo Caio, Edimar, Hudson, Petros, Marcos Guilherme, Valdívia, Christian Cueva e Brenner.

Gols da partida

Num período de 31 minutos, o verdão fez 2 a 0, o primeiro gol foi marcado por Antônio Carlos, aos 9 da etapa inicial, aproveitando escanteio batido da esquerda por Lucas Lima.

Ele ganhou no alto de Josemar e Arboleda e cabeceou no canto para fazer a alegria da torcida.

O placar aumentou com Borja aos 31 minutos, o colombiano foi oportunista, servindo-se de um rebote dado pelo goleiro Jean, após defender um voleio que Victor Luis acertou.

A marcação eficiente e aguerrida do Palmeiras possibilitou o domínio do espetáculo, criando as principais chances e sofrendo pouco risco. Até o fim do segundo tempo, o controle da partida foi mantido, mas a bola teimou em não entrar na meta são-paulina.

Próximos compromissos

  • São Paulo e Red Bull Brasil, no Morumbi, domingo,11, às 17 horas. (horário de Brasília)
  • Ituano e Palmeiras, no Novelli Júnior, domingo, 11, às 17 horas. (horário de Brasília)

Cartões amarelos

  • São Paulo- Marcos Guilherme, Hudson, Petros e Shaylon.
  • Palmeiras- Victor Luis, Felipe Melo, Bruno Henrique, Marcos Rocha e Thiago Martins.

Substituições

  • Visitante- Brenner por Tréllez, Hudson por Shaylon, e Marcos Guilherme por Nenê.
  • Mandante- Willian por Gustavo Scarpa, Felipe Melo por Thiago Santos, e Bruno Henrique por Moisés.
Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo