Palmeiras e Corinthians estão na final do Campeonato Paulista e fazia muitos anos que isso não acontecia. Há exatos 19 anos, Verdão e Timão jogaram a decisão do estadual pela última vez.

Naquela final de 1999, o Corinthians levou à melhor sobre o maior rival, que estava mais preocupado com a Copa Libertadores da América, do qual sagrou-se campeão três dias depois da primeira partida da decisão do Paulistão.

O Timão venceu o jogo de ida por 3 a 0 e, na volta, um empate por 2 a 2 deu o título ao time do Parque São Jorge. Desde então, o Brasil e o mundo mudaram bastante podemos comprovar isso abaixo.

Como o Brasil mudou

À época da decisão do Paulistão de 1999, o presidente do Brasil era Fernando Henrique Cardoso, que começara o segundo mandato naquele ano. No futebol, a seleção brasileira era treinada por Vanderlei Luxemburgo. A seleção ainda não era pentacampeã mundial de futebol e vivia a ressaca da derrota na final do Mundial do ano anterior.

Como todos sabem, o segundo jogo da decisão do Paulistão terminou em confusão depois que Edílson, do Corinthians, fez embaixadinhas na lateral do campo antes de o apito final.

A confusão culminou no corte de Edilson da seleção brasileira. Para o seu lugar, Luxa chamou o jovem Ronaldinho Gaúcho, que iniciaria sua caminhada pela seleção. Três anos depois, Ronaldinho e Edilson estiveram na Copa do Japão e da Coreia do Sul. Luxemburgo não.

Além da política, o futebol também era diferente. As duas finais foram disputadas no Estádio do Morumbi, já que o Corinthians não tinha estádio e o Palmeiras raramente mandava clássicos no antigo Palestra Itália.

Como o mundo mudou

O mundo também passou por uma grande mudança.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Palmeiras Corinthians

O presidente dos Estados Unidos era Bill Clinton. As Torres Gêmeas ainda estavam de pé. O Euro, moeda comum na Europa, tinha sido criado havia apenas um ano.

Na Venezuela, Hugo Chávez iniciara a sua caminhada como presidente do país havia poucos meses, em fevereiro – as partidas da decisão do Paulistão de 1999 foram disputadas em junho. Naquele ano, havia um grande medo de que ocorresse o “bug do milênio”, na virada de 1999 para 2000 em todos os sistemas informatizados.

Na eleição de melhor jogador do mundo da Fifa daquele ano, o brasileiro Rivaldo superou o inglês David Beckham, o argentino Gabriel Batistuta e o francês Zinedine Zidane.

O craque brasileiro Ronaldo Fenômeno ainda não havia sofrido as duas lesões que o tirou de campo por cerca de 20 meses, entre 1999 e 2001.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo