Por conta do maior poder aquisitivo, o Flamengo possui, em seu elenco, uma larga superioridade em relação ao Fluminense. No entanto, nos dois confrontos entre ambos na atual temporada, a vantagem é toda da equipe das Laranjeiras. Em sua coluna no portal Uol Esportes, André Rocha atribui esse contraste à questão tática. Segundo o analista, o Tricolor possui mais padrão de jogo do que o Rubro-Negro.

De acordo com André, o jogo tricolor flui, especialmente pelas laterais, tanto com Gilberto na direita quanto com Aírton na esquerda.

Publicidade
Publicidade

Além disso, a saída de bola da equipe dirigida por Abel Braga é muito rápida, graças aos zagueiros Renato Chaves e Ibañez. Para complementar, o equatoriano Junior Sornoza, único homem de criação da equipe, sempre busca a objetividade para municiar os atacantes.

Em contrapartida, o Fla vive com a burocracia e a pouca criatividade de Diego e Everton Ribeiro, o excesso de preciosismo de Lucas Paquetá, a falta de inteligência dos laterais (Rodinei e Renê) e a ineficiência do centroavante Henrique Dourado, que, por enquanto, só mostrou qualidade nas cobranças de pênalti.

Publicidade

Um dos líderes e único remanescente do telenco do Fluminense duas vezes campeão brasileiro (2010 e 2012), o zagueiro Gum reconhece a qualidade superior do elenco do Flamengo, mas diz que isso acaba sendo deixado de lado quando a bola começa a rolar.

"Futebol é apaixonante por causa disso. As pessoas falam que um lado está melhor, mas acabam, às vezes, errando um pouquinho. Favoritismo deixamos para a imprensa que analisa o jogo. Como é clássico, não tem favorito.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Flamengo PaixãoPorFutebol

Futebol é dentro de campo que se resolve", resumiu.

Por enquanto, os Fla-Flus de 2018 valeram pela Taça Rio. No dia 24 de fevereiro, ainda pela fase de classificação, na Arena Pantanal, em Cuiabá, o Fluminense, naquela considerada a sua melhor atuação até o momento, com dois gols de Marcos Júnior, um de Pedro e um de Gilberto, aplicou sonoros e incontestáveis 4 a 0. Na ocasião, o Flamengo atuou com um time basicamente formado pelos reservas.

Na noite da última quinta, no Nilton Santos, o duelo foi válido pelas semifinais e, dessa vez, o ‘Mais Querido’ levou o que tinha de melhor.

No entanto, a agremaição das Laranjeiras soube usar a vantagem do empate e, com o placar de 1 a 1, assegurou o direito de, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, decidir o terceiro turno do Campeonato Carioca contra o Botafogo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo