Ao que tudo indica, a crise financeira que atrapalhou todo o planejamento do Santos ficou para trás. Se antes os reforços eram escassos, e muitos jogadores chegaram ao clube por empréstimo, a tendência é que nos próximos meses esse cenário mude e o clube consiga segurar, mesmo que por um pouco mais de tempo, suas principais peças [VIDEO] e adquirir outras que vem se destacando em definitivo. Pelo menos é o que garante o presidente José Carlos Peres.

O mandatário santista revelou que deseja estender o empréstimo do atacante Gabriel por mais um ano, para que ele possa jogar a temporada 2019 pelo clube, além de comprar em definitivo o atacante Eduardo Sasha e o lateral-esquerdo Dodô, que chegaram por empréstimo do Internacional e da Sampdoria, respectivamente, até o final desta temporada.

“O Santos vai comprar os dois. Eu garanto! Pode ficar tranquilo”, disse o mandatário.

Para ficar com os dois jogadores em definitivo [VIDEO], o presidente aposta no fator eleições para conseguir fechar o negócio. Ele acredita que nessa época, por volta do mês de outubro, a cotação do Euro tende a cair e assim facilitaria a compra dos atletas.

Com relação a Gabigol, Peres revelou que existe uma cláusula no contrato do jogador, que prevê que se os times entrarem em acordo, seu empréstimo poderá se estender até 2019. No entanto, ele também teria que convencer o jogador a ficar, uma vez que o mesmo já demostrou o interesse de voltar a jogar ela Inter no próximo ano. “Não é impossível. Ele pode ficar mais um ano por empréstimo”, disse o presidente citando a referida cláusula.

Procura por um armador

Após o jogo contra o Botafogo, nesta quarta-feira (21), na Vila Belmiro, quando nas penalidades o Santos garantiu sua classificação para as quartas de final do Campeonato Paulista, o técnico Jair Ventura disse que a equipe precisava de um armador, mas enquanto esse jogador não chega, seguiria trabalhando com o que tem no elenco.

A diretoria santista está plenamente ciente dessa necessidade, porém diz que o mercado brasileiro carece de um jogador com essas características e que hoje apenas um clube conta com essa peça, que por sinal saiu do próprio Santos, o que provocou lamentos do presidente José Carlos Peres.

“Todos estão em busca de um camisa 10”, disse o presidente. “O único que não precisa é o Palmeiras, que tem e tirou da gente de graça”, lamentou o mandatário se referindo a Lucas Lima, que ao final do ano passado não renovou seu acordo com o Peixe para jogar no rival.