Mesmo com um jogador a menos desde o final do primeiro tempo por conta da expulsão do centroavante Gabriel, o Santos conseguiu uma ótima vitória por 3 a 1 sobre o Nacional do Uruguai, nesta quinta-feira (15), no estádio do Pacaembu, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. O resultado deixou o Peixe na vice-liderança do grupo 6 com três pontos ganhos.

Após o jogo contra os uruguaios, o técnico Jair Ventura foi questionado sobre qual formação usaria na partida do próximo domingo (18), em Ribeirão Preto, contra o Botafogo , pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

“Não porque agora é mata-mata. Vamos sacrificar, porque nosso objetivo é o título”, disse o treinador, deixando claro que deverá entrar em campo com força máxima. “Como nós fizemos contra o São Bento, de poupar todo o time, não faremos mais”, completou.

O treinador repetiu que o objetivo do time é brigar pelo título em todas as competições e lembrou que na primeira fase do estadual utilizou 31 jogadores para assim saber com os quais poderia contar.

As observações surtiram efeito, uma vez teve até jogador, no caso o lateral-esquerdo Romário, que chegou como reforço, não seguirá mais no clube e foi retirado da lista de inscritos para a entrada de Leandro Donizete. Curiosamente, o veterano volante ainda não atuou sob o comando de Jair.

Ainda sobre a lateral-esquerda, Dodô, que foi trazido por empréstimo da Sampdoria, agradou o técnico nas partias que fez pelo Paulistão e será mantido como titular na posição.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Jean Mota, que vinha jogando por ali de forma improvisada, poderá ser realocado para o meio, sua real posição, na vaga de Vecchio, que não atravessa boa fase. Caso o argentino ganhe mais uma oportunidade, Jean passa a ser opção no banco de reservas.

Perdeu o busão

Nem tudo foi alegria após a vitória santista diante do Nacional, nesta quinta, pela Copa Libertadores. Pelo menos para o lateral-esquerdo Dodô, que ficou “preso” no estádio do Pacaembu e perdeu o ônibus da delegação.

O jogador foi um dos escolhidos para fazer o exame antidoping, porém, apesar dos esforços, que incluiu a ingestão de muito liquido, a coleta do material demorou muito e ele acabou sendo deixado para trás pelo restante da delegação. Todo o “drama” do atleta foi registrado nas redes sociais. “Quatro garrafas d’água, três latinhas de refrigerante e nada ainda!!!! Alguém tem alguma dica pra ajudar!?”, escreveu um jogador em uma das postagens, por volta das 22h30.

O jogo começou às 19h15.

Quando já passava das 23h30, o jogador voltou às redes, dessa vez para comemorar. "Ufa!!! Comemorei como um gol. Obrigado pelas dicas!! Agora vamos descer a Serra!”, escreveu. Um segurança do clube ficou lhe aguardando e o levou de carro para Santos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo