Se dentro de campo o técnico Abel Braga vem lutando para organizar o elenco, fora dele o Fluminense [VIDEO] convive com outros sérios problemas. Neste sábado (10), o Tricolor recebeu duas notificações de dívidas, ambas do Futebol italiano. Caso não chegue a um acordo, a agremiação das Laranjeiras poderá sofrer severas sanções, prejudicando ainda mais a sua situação.

O primeiro imbróglio está em relacionado ao meia Marquinho. Com o contrato rescindido de forma unilateral no início de 2018, o jogador pode gerar mais gastos aos cofres do Fluminense [VIDEO], pois o clube ainda não pagou pela sua compra, acertada pelo então presidente Peter Siemsen junto à Udinese, da Itália, em meados de 2016.

Na ocasião do negócio, ficou definido que o Tricolor deveria pagar 1 milhão de euros (cerca de R$ 4 milhões) pelo atleta no ano passado, o que acabou não acontecendo.

Temendo um calote, a Udinese acionou a Fifa (Federação Internacional de Futebol) e a entidade máxima do futebol determinou que o Fluminense deve cumprir essa obrigação até o próximo dia 31 de março. Se não cumprir essa imposição, receberá uma punição ainda ser divulgada.

Para tentar um consenso, o Fluminense ofereceu o que teria direito a receber de uma futura negociação de Richarlison, atualmente no Watford, da Inglaterra. De pronto, a Udinese rechaçou a oferta. Apesar da situação delicada, nas Laranjeiras, todos confiam em um acordo.

Não bastasse o problema Marquinho, no início da tarde, site o Explosão Tricolor publicou outra grave situação.

De acordo com o portal, a MPI, antiga detentora de parte dos direitos do meia Gérson, negociado para a Roma em 2015, entrou com uma ação, cobrando o valor de R$ 4,6 milhões. Na alegação judicial, os empresários reclamam que o clube não realizou o repasse da parte deles na negociação da venda do jogador para a equipe grená da capital italiana.

Ainda conforme a MPI, em 22 de março de 2016, por intermédio de um Termo de Acordo de Pagamento, que os repasses deveriam acontecer no período compreendido entre 2016 a 2018. Observando as informações do processo, os prazos das três primeiras parcelas já expiraram e a quarta vencerá no final do próximo mês de julho.

Flu encerra preparação para ‘decisão’ contra o Nova Iguaçu

Tentando se manter alheio aos sempre efervescentes bastidores políticos, o Fluminense [VIDEO] se prepara para dois importantes compromissos. Neste domingo (11), a partir das 19h30 (de Brasília), a equipe das Laranjeiras recebe, na sua volta ao Maracanã, o Nova Iguaçu pela penúltima rodada da Taça Rio, terceiro turno do Campeonato Carioca.

Pensando nesse jogo, o time realizou, no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, o seu último treinamento da semana. Inicialmente, o técnico Abel Braga dirigiu um trabalho tático em campo reduzido. Logo após, houve uma atividade de finalizações a gol.

A escalação não foi divulgada de forma oficial. A tendência é que o lateral-direito Gilberto, o volante Jádson e o atacante Marcos Júnior sejam poupados. Lembrando que o também volante Richard, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, já é desfalque certo.

Com 10 pontos e liderando o Grupo C, o Tricolor, se vencer e o Botafogo for derrotado, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pelo time da casa, garante antecipadamente a sua vaga nas semifinais da competição.

Na próxima quinta-feira (15), o desafio será mais complicado. Pela derrota de 2 a 1 no Rio, o Flu necessitará derrotar o Avaí no confronto das 21h30 (de Brasília), programado para o Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC), pois dois ou mais gols de diferença para se classificar na Copa do Brasil. Se vencer por um gol de diferença, independente do placar, precisará passar pela disputa de pênaltis.