Depois da suada classificação para as semifinais do Campeonato Paulista, que só veio nas penalidades após dois empates sem gols diante do Botafogo de Ribeirão Preto, o Santos já começa a pensar onde manterá seu jogo. Mesmo ainda sem saber qual será seu adversário – o Palmeiras é o mais provável, apesar de haver remotas chances de ser o São Paulo – o time não deve mandar sua partida na Vila Belmiro, optando em mais uma vez usar o estádio do Pacaembu, onde tem recebido público muito bom.

A definição das datas e horários das partidas que apontarão os finalistas acontece nesta sexta-feira (23), na sede da Federação Paulista.

Também pesa na decisão da diretoria em mandar mais um jogo para a Capital o baixo público registrado nesta quarta-feira (21), quando em duelo que valia a classificação, pouco mais de 6.200 torcedores foram até a Vila Belmiro acompanhar a dramática classificação santista.

Vale lembrar que o jogo foi disputado debaixo de muita chuva, o que afugentou um pouco o público. Já no lendário estádio paulistano, somando os quatro jogos que fez por lá – três pelo Paulista e um pela Copa Libertadores da América – o público total já ultrapassa os 60 mil pagantes.

Se o adversário for mesmo o Palmeiras, as chances das duas partidas serem no estádio do Pacaembu são grandes. Isso porque o Allianz Parque estará ocupando na próxima semana para a realização de um show e a W Torre afirmou que o local ficaria pronto para receber partidas apenas na quinta-feira (29).

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Como a decisão está marcada para domingo (1º), e na terça seguinte (3), o time verde já tem compromisso pela Copa Libertadores, é bem provável que a diretoria palmeirense opte por jogar na quarta, também no Pacaembu.

Quer um meia

Nos dois empates sem gols contra o Botafogo, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, o Santos pouco criou e de nada lembrou a equipe que se orgulhar de ter DNA ofensivo.

O sistema de jogo apresentado incomodou os próprios jogadores, como Vitor Bueno, que chegou a criticar o esquema adotado por Jair Ventura, mas depois recuou, afirmando que havia sido mal interpretado.

Na entrevista coletiva dada nesta quarta-feira (21), após a classificação, o treinador santista disse que busca alternativas para o meio de campo, mas enquanto não chega um jogador para ser titular absoluto, vai testando as opções que dispõe dentro do elenco.

“Tem que ser o cara para ser titular absoluto. Enquanto não achamos, vamos buscar”, disse.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo