Assim que tomou posse, o presidente do Santos, José Carlos Peres iniciou o cumprimento de uma de suas promessas de campanha, que era o pagamento de dívidas deixadas pela gestão anterior. De acordo com notícia publicada pelo portal o Lance!, somente em janeiro o clube pagou junto à Receita Federal 2 milhões de reais e outros 18 milhões neste mês, que se referem a impostos atrasados desde a metade do ano passado e esse montante maior é referente ao imposto de renda retido na fonte (IRRF).

O dinheiro usado para o pagamento da dívida foi referente ao valor de 20 milhões que o clube recebeu de luvas da Rede Globo por ter assinado um acordo para a transmissão de seus jogos em PPV e TV aberta entre 2019 e 2024.

A mesma reportagem revelou que o clube ainda tentou parcelar o valor, mas sem sucesso, e ainda correu o risco de ser retirado do PROFUT, que é um programa de refinanciamento de dívidas dos clubes junto ao governo.

Os atuais dirigentes acreditavam que poderiam parcelar o valor da dívida e assim não comprometer a verba recebida pela emissora de TV de forma antecipada, que serviu como um prêmio por conta da assinatura do acordo. A intenção era usar o dinheiro para a contração de reforços, uma vez que o elenco ainda carece de um meia, porém o empenho desse valor para saldar dívidas com a Receita praticamente minou essa possibilidade.

Lembrando que por conta de problemas financeiros, até mesmo a apresentação do técnico Jair Ventura foi um pouco demorada, uma vez que a diretoria ainda buscava uma forma de pagar a multa rescisória junto ao Botafogo.

Reunião marcada

No próximo dia 26, haverá uma reunião do Conselho Deliberativo do clube e por contra dessas dívidas, o ex-presidente Modesto Roma Júnior corre o risco de sofrer sanções.

Em contato com a reportagem do Lance!, o ex-mandatário, que anteriormente havia negado a existência de dívidas, admitiu o problema e justificou dizendo que havia usado a verba disponível para saldar outros débitos, como salários e também o acordo com a Doyen Sports, fundo de investimento responsável por trazer o atacante Leandro Damião, que ainda tem vínculo com o Peixe, mas está emprestado ao Internacional.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
PaixãoPorFutebol

“Priorizei as dívidas mais baratas e outras situações”, revelou.

Ele também se defendeu alegando que pagou muito mais que 18 milhões de reais em dívidas deixadas por seu antecessor e que nunca havia se queixado disso. “Dívidas todo mundo tem. Acho que está na hora de parar de reclamar e trabalhar”, disse.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo