O Santos não conseguiu o resultado que almejava na primeira semifinal do Campeonato Paulista. Jogando no estádio do Pacaembu na noite do último sábado (24), o Peixe foi derrotado pelo Palmeiras por 1 a 0 e agora terá que vencer a volta, marcada já para esta terça-feira (27), no mesmo local, por dois gols de diferença para conseguir chegar novamente à decisão. O Vitória, por um gol, leva a decisão da vaga para às penalidades. E para esse duelo importante, o técnico Jair Ventura pode ter mais duas importantes baixas no elenco.

Publicidade
Publicidade

A intensa maratona de jogos e viagens enfrentada na última semana, o que inclui disputar partida em campos encharcados, já começou a fazer efeito no elenco do time. Depois de perder Léo Cittadini para o jogo da volta, Eduardo Sasha e Rodrygo também correm o risco de não entrarem em campo na terça. A dupla, que já se encontrava no limite do desgaste físico, jogou no sacrifício no sábado e agora correm contra o tempo para fazer intenso trabalho de recuperação.

Publicidade

Sasha jogou os 90 minutos da partida de sábado enquanto que Rodrygo entrou na segunda etapa, em substituição a Diogo Vitor. Os dois farão nesta segunda-feira (26), um trabalho de recuperação física para poderem entrar em campo para tentar a classificação.

A mesma sorte não teve o volante Léo Cittadini, que vinha tendo uma boa sequência de partidas no time titular. O jogador sofreu uma lesão muscular na coxa e desfalcará o time por pelo menos duas semanas. Assim, ele só teria chance de voltar na segunda partida da decisão, caso o clube avance para a final.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Santos

Jair Ventura usará o treino desata segunda-feira para decidir quem entrará em seu lugar.

Jejum que incomoda

Para avançar para a final do Campeonato Paulista, o Santos precisa quebrar dois incômodos jejuns. O primeiro deles é o de vitória, que não vem há seis partidas. O último triunfo santista na competição foi contra o Santo André, ainda pela primeira fase na Vila Belmiro. De lá pra cá foram seis jogos, com três derrotas e três empates.

Para piorar, o último gol que a equipe marcou foi ainda na primeira fase, na derrota para o São Bento por 3 a 1, na Vila Belmiro, ocasião em que Jair Ventura escalou uma equipe totalmente reserva.

Na sequencia vieram os dois empates sem gols contra o Botafogo de Ribeirão Preto e a derrota no clássico para o Palmeiras por 1 a 0.

Ainda existe um terceiro fator para tornar mais difícil a vida do Peixe. O goleiro Jaílson vive grande fase e foi o grande responsável por manter o resultado favorável a sua equipe no jogo de sábado. “Ele vive um momento fantástico”, reconheceu o técnico Jair Ventura.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo