O empate sofrido diante do River Plate já na reta final do jogo visivelmente deixou desconfortável o técnico Paulo Cesar Carpegiani, que viu o Flamengo [VIDEO] ficar duas vezes na frente do placar e mesmo assim ceder o empate em 2x2. O duelo no Engenhão, no Rio de Janeiro, representou a largada dos dois tradicionais clubes no Grupo 4 da Libertadores.

Completam a chave o Santa Fé e o Emelec, que se enfrentam na Colômbia nesta quinta-feira. O próximo compromisso do Flamengo é contra a equipe equatoriana, no Equador, dia 14 de março, e Carpegiani fala em "obrigação" de buscar a vitória mesmo fora de casa.

"É o que eu falo sempre pra eles (jogadores).

Independente do adversário ou do torneio. Temos sempre a obrigação de vencer. Contra o Emelec vai ser um jogo muito importante e temos a obrigação de vencer a partida", projetou.

Na edição de 2018 da Libertadores [VIDEO], a luz de alerta está ligada no Flamengo desde o início. Isso porque o retrospecto recente não tem sido nada animador. Nas últimas três vezes que participou, acabou caindo na primeira fase: nas temporadas de 2012, 2014 e 2017. No ano passado, chegou a vencer os três jogos em casa (San Lorenzo, Atlético-PR e Universidad Católica) e mesmo assim ficou de fora da fase de mata-mata.