Após a demissão de Dorival Júnior nesta sexta-feira (9), um dia depois da derrota para o Palmeiras, com certeza, vêm à cabeça de muitos são-paulinos técnicos que já levaram o Tricolor a conquistas importantes. Dos últimos cinco treinadores que ganharam títulos comandando o São Paulo, três já estão distantes da faixa que separa o gramado da área técnica reservada a eles.

Somente dois ainda trabalham como técnico.

Publicidade
Publicidade

E apenas um está sem emprego, justamente o que comandou o Tricolor em sua última conquista, a Copa Sul-Americana de 2012, Ney Franco. O outro que ainda grita ordens da beirada do campo é Vadão, que é o treinador da Seleção Brasileira Feminina. Fora de combate estão Muricy Ramalho, Émerson Leão e Paulo Autuori.

Ney Franco

Último técnico a levantar um troféu pelo Tricolor, Ney Franco está sem clube desde que foi demitido do Sport em maio do ano passado, após perder a decisão da Copa do Nordeste para o Bahia.

Publicidade

O treinador comandou o time pelo qual Lucas Moura foi campeão em sua despedida do São Paulo.

O Tricolor conquistou a Copa Sul-Americana de 2012 em uma tumultuada final com o Tigres, da Argentina, no Morumbi. A equipe argentina não voltou para o segundo tempo após estar perdendo de 2 a 0 na primeira etapa, gols de Lucas Moura e Osvaldo.

A campanha do Tricolor foi de cinco vitórias e cinco empates.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol São Paulo FC

O São Paulo jogou a final com Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Tolói, Rodolpho e Cortez; Wellington, Denilson, Lucas e Jadson; Osvaldo e Willian José.

Muricy Ramalho

Antes de Ney Franco, o técnico que levou o São Paulo a conquistas foi Muricy Ramalho. Mas foram muito mais títulos e de peso muito maior. O treinador, aprendiz de Telê Santana, foi tricampeão brasileiro em 2006, 2007 e 2008. O ex-treinador trabalha atualmente como comentarista esportivo.

Deixou os gramados por problemas de saúde.

Em 2006, Muricy levou o Tricolor ao título com 22 vitórias, 12 empates e quatro derrotas. Em 2007, 23 vitórias, oito empates e sete derrotas. Já em 2008 foram 21 vitórias, 12 empates e cinco vitórias. Nessa última conquista, o título veio na última rodada, com vitória de 1 a 0 sobre o Goiás, gol de Borges.

O time de Muricy jogou com Rogério Ceni; Rodrigo, André Dias e Miranda; Joílson, (Jancarlos), Richarlyson, Hernanes, Hugo e Jorge Wágner; Borges e Dagoberto (Bruno).

Publicidade

Paulo Autuori

O bom retrospecto de Muricy foi precedido de um ano cheio de títulos. Em 2005, sob o comando de Paulo Autuori, o Tricolor conquistou o Mundial Interclubes, batendo o Liverpool na final, e a Libertadores, vencendo o Atlético Paranaense na decisão. Atualmente, Paulo Autuori trabalha como diretor executivo no Fluminense.

No ano passado havia exercido função parecida no Atlético Paranaense.

Publicidade

No Mundial Interclubes de 2005, o São Paulo garantiu sua vaga na final ao bater o Al Lttihad, da Arábia Saudita, na semifinal por 3 a 2. Na decisão, o gol da vitória foi marcado pelo volante Mineiro. O São Paulo jogou com Rogério Ceni; Edcarlos, Fabão e Lugano; Cicinho, Mineiro, Josué, Danilo e Júnior; Aloísio (Grafite) e Amoroso.

Émerson Leão

Também em 2005, o Tricolor conquistou o Campeonato Paulista. Aliás, foi a última vez que levantou a taça dessa competição. O time atuou sob o comando de Émerson Leão, que, a exemplo de Muricy, virou comentarista esportivo. O time chegou ao título com 14 vitórias, três empates e duas derrotas.

Duas rodadas antes do fim do torneio, o São Paulo garantiu a taça, depois de empate sem gols com o Santos. O time que foi a campo nesse jogo era composto por Rogério Ceni; Lugano, Fabão e Ed Carlos; Cicinho, Mineiro (Renan), Josué, Danilo (Marco Antônio) e Júnior; Diego Tardelli (Luizão) e Grafite.

Vadão

O último técnico dessa lista conquistou o título do Rio-São Paulo de 2001. Sob o comando de Vadão, o time do Morumbi conquistou a taça batendo na final o Botafogo carioca. O troféu inédito foi obtido após vitória de 2 a 1. O São Paulo já havia vencido a partida de ida por 4 a 1 na casa do adversário.

No jogo de volta só confirmou o título com dois gols de Kaká, que havia começado a partida no banco. Vadão escalou o São Paulo para a final com Rogério Ceni; Jean, Rogério Pinheiro e Wilson; Belletti (Reginaldo Araújo), Maldonado, Carlos Miguel (Júlio Batista), Fabiano (Kaká) e Gustavo Nery; França e Luís Fabiano.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo