Contando com o aporte financeiro da Crefisa, o Palmeiras tem montando nos últimos anos [VIDEO] um elencos com renomados atletas, tornando a disputa para ver quem fará parte dos 11 iniciais muito acirrada. Alguns atletas que acabaram sendo pouco aproveitados são emprestados para outros times e, não por poucas vezes, envolvidos na troca com outros jogadores.

Uma dessas trocas aconteceu no começo do ano, quando o Verdão enviou ao Atlético Mineiro ao atacante Roger Guedes e em troca recebeu o lateral Marcos Rocha, que vem sendo titular no time de Roger Machado [VIDEO]. No entanto, o mesmo não se pode dizer de Guedes, que vem sendo pouco usado no Galo, que, inclusive, já quer devolvê-lo ao time paulista antes do término do contrato de empréstimo, que irá até dezembro deste ano.

As informações são do comentarista da ESPN Brasil, Jorge Nicola.

No entanto, a equipe verde nem cogita ter de volta o jogador antes do final do ano e para isso se baseia em uma cláusula contratual, que que lhe permite recusar a devolução antes do prazo. “O Roger Guedes não volta para cá de jeito nenhum”, disse presidente Maurício Gailiotte. “Não cabe no nosso elenco hoje”, completou o mandatário palmeirense.

A recusa não se baseia simplesmente no fato do elenco já estar fechado e sim pelo passado recente do jogador no Palestra Italia, quando ele se evolveu em confusão com outros jogadores e também chegou a ser afastado de alguns jogos por indisciplina.

Na Cidade do Galo, ao que parece, o comportamento do jogador não mudou e ele já teria até mesmo se desentendido com o técnico Thiago Largui ao reclamar de uma substituição.

Ele ainda se envolveu em um desentendimento forte com o meia Tomas Andrade, quase chegando às vias de fato com o colega durante um treino. A paciência dos dirigentes atleticanos chegou ao fim no último domingo (15), na partida de estreia do Campeonato Brasileiro, contra o Vasco, quando o atacante errou um passe de calcanhar no meio de campo, o que acabou originando a jogada que terminou com o segundo gol do Vasco, já nos acréscimos da partida.

Se não quiser mesmo ficar com Roger Guedes, o Atlético terá agora que correr atrás de um outro clube interessado na contratação do jogador por empréstimo até o final do ano. Além disso, o clube ainda terá que arcar com o pagamento de parte dos vencimentos do jogador, caso algum interessado não se disponha a pagar seu salário integralmente. Com a camisa do Atlético Mineiro, Roger Guedes disputou 14 partidas e anotou três gols.