O Corinthians vive uma situação financeira complicada, pois a dívida da construção da Arena de Itaquera é quase impossível para o Timão pagar. Por conta disso, o clube tem que investir no 'bom e barato' para reforçar o elenco principal.

O técnico Fábio Carille assumiu o comando da equipe na temporada passada e conseguiu conquistar o Campeonato Paulista e também o Campeonato Brasileiro, impressionando a todos, pois foi o primeiro ano dele como treinador e também tinha um elenco muito contestado.

O elenco do Corinthians, no ano passado, tinha atletas que era difícil acreditar que renderiam alguma coisa, como foi o caso do centroavante Jô, que veio de forma gratuita ao alvinegro de Itaquera e se tornou o artilheiro e craque do Brasileirão.

Contratação de reforço?

O técnico Fábio Carille já falou que entende a situação financeira da equipe e também a falta de jogadores de qualidade livres para negociar no mercado, que precisa-se de muito dinheiro, pois os atletas pedem um salário altíssimo, o que não está ao alcance da maioria dos clubes brasileiros.

O técnico Fábio Carille pediu para que a diretoria corintiana contratasse um centroavante, até porque o elenco campeão do ano passado contou com um camisa nove de origem. Agora, no momento, Carille tem que se conformar e fazer o que dá no elenco atual.

A atual estratégia do Timão é usar uma espécie de 'falso nove', que no começo da temporada era Junior Dutra e agora vem sendo o veterano Emerson Sheik. Mas ambos não vem fazendo a função com tanta eficiência, como faria um centroavante de ofício.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Corinthians

Vai contratar ou não?

O presidente Andrés Sanchez já declarou que não fará nenhuma loucura para ter reforços no ataque, apostando sempre no 'bom e barato'. Outro motivo para a não contratação de um centroavante, até o momento, é que não existem muitos atletas da posição no mercado da bola.

Andrés já afirmou que está precisando olhar nas categorias de base para ver o que está acontecendo com a formação de novos centroavantes, pois muitos pontas e meias surgem, mas centroavantes de qualidade, como antigamente surgiam de monte, agora é bem mais difícil de encontrar.

O centroavante atual da Seleção Brasileira é o Gabriel Jesus, que não é titular absoluto no Manchester City e ainda é tratado como uma jovem promessa. Isso é a maior prova de que faltam atletas para a posição, pois precisamos utilizar uma promessa para assumir a responsabilidade da nove da Seleção.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo