A janela de transferência europeia ainda segue fechada e só se abrirá após a Copa do Mundo da Rússia, mas em alguns outros locais ela segue aberta e volta e meia ameaça levar algum grande nome do futebol brasileiro, ainda mais quando a proposta vem junto com uma tentadora compensação financeira. E parece que o Santos sofrerá um desses assédios [VIDEO] nos próximos dias.

Depois de voltar a ser titular, após um longo período sem sequer se relacionado, o atacante Copete é alvo do futebol dos Emirados Árabes. Raúl Cardona disse ao jornal Lance!, que tem em mãos uma procuração para negociar o jogador com o Al Nassr, e que os árabes estão oferecendo 4 milhões de dólares, pouco mais de 13 milhões de reais, pelo colombiano de 30 anos.

Saída não será fácil

A saída dele, no entanto, não deverá ser fácil. Ainda quando estava em baixa, o Peixe havia recusado uma oferta de empréstimo feita pelo Vitória e agora que o jogador voltou a figurar entre os titulares, a diretoria, que ainda aguarda a formalização da oferta, fará de tudo para mantê-lo no elenco.

“Eu ajudei o Santos a trazer Copete. Sei que o clube pagou muito menos do que tenho para oferecer agora”, disse o agente do jogador, que se queixou ainda que não estar conseguindo agendar uma reunião com os dirigentes santistas e revelou que tem sido pressionado pelos árabes a fechar o negócio o quanto antes. “Os caras lá estão me pressionando a ter algo concreto até sábado”.

Em meados de 2016, o alvinegro pagou um milhão e meio de dólares para tirar o atacante do Atlético Nacional.

O Peixe, por sua vez, só aceita negociar o jogador assim que tiver em mãos uma proposta oficial, algo que ainda não ocorreu.

Depois de várias semanas sem ser relacionado para uma partida oficial, a última foi contra o São Bento, quando a equipe jogou com time todo reserva e mesmo assim ele entrou apenas no segundo tempo, Copete voltou a ser titular no duelo da última terça-feira (24), diante do Estudiantes, pela Copa Libertadores da América. A oportunidade surgiu após Eduardo Sasha ser barrado pelo Departamento Médico por conta de dores no tornozelo.

A boa atuação do jogador foi celebrada pelo técnico Jair Ventura, [VIDEO] que fez questão de tecer calorosos elogios. “Trabalhamos o Copete para recuperá-lo. Ele aproveitou a oportunidade da melhor maneira possível”, disse o treinador afirmando que apesar do atacante trabalhar muito, ele não vivia seu melhor momento e ainda lembrou que apensar da pressão, bancou o colombiano no elenco. “Se eu fizesse o que todos queriam, teria emprestado o Copete”, revelou.