Torcedor brasileiro: prepare a pipoca, o sofá e a poltrona. A partir deste sábado, 14, a maior competição de clubes do país inicia com a promessa de grandes jogos, até por uma peculiaridade que diferencia esse Brasileirão dos anteriores. Dessa vez, em 2018, todos os chamados "grandes" clubes estão na Série A e medirão forças dentro daquele que é, por muitos, considerado o campeonato mais difícil do mundo.

O retorno de todos os gigantes se dá pela volta do Internacional, de Porto Alegre, que viveu um ano atípico de sua história em 2017, com a disputa da Série B.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Brasileirão

Apesar de não ter vencido a segundona, o colorado subiu em segundo e enfrenta, no domingo, o Bahia, no Beira-Rio. Os considerados grandes de São Paulo (Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos), os do Rio de Janeiro (Botafogo, Flamengo, Vasco da Gama e Fluminense), os de Minas Gerais (Cruzeiro e Atlético-MG), além da dupla Gre-Nal, do Rio Grande do Sul, engrandecem o campeonato.

A largada será dada neste sábado, a partir das 16h, no Mineirão, em Belo Horizonte. A partir desse horário, o Cruzeiro recebe o Grêmio em um confronto que reúne dois dos considerados favoritos ao título, até pelo retrospecto recente: enquanto a Raposa vem do título da Copa do Brasil e do Mineiro, o Grêmio tem no currículo desde 2017 a Libertadores, a Recopa Sul-Americana e o Gauchão.

A rivalidade entre essas duas equipes têm crescido nos últimos anos. Em 2016, ano que o Grêmio quebrou o jejum de 15 anos sem grandes títulos, o Cruzeiro foi derrubado pelo tricolor gaúcho na semifinal da Copa do Brasil. Mas o troco foi dado nessa mesma fase e na mesma competição no ano seguinte. Na véspera do duelo, os elogios foram mútuos.

"Será um grande jogo, pois sempre é. Nós temos um histórico de bons confrontos e boas partidas.

É sempre um adversário duro, muito ompetitivo. Mas esperamos fazer o nosso ritmo para que a gente possa buscar o resultado e conquistar os nossos objetivos", projetou o zagueiro cruzeirense Léo, que surgiu no futebol brasileiro em 2007 com a camisa do Grêmio

Também no sábado, outros dois jogos movimentam o dia inaugural do Brasileirão 2018. No Barradão, em Salvador, o Vitória recebe o badalado Flamengo a partir das 19h. Um pouco mais tarde, 21h, o Santos recebe no Pacaembu o Ceará, que ao lado de Inter, América-MG e Paraná está de volta à Série A nesta temporada.

Domingo e segunda reservam grandes partidas

Outras sete partidas completam a primeira rodada, com cinco delas sendo jogadas no domingo e outras duas na segunda-feira - dia relativamente "novo" no futebol brasileiro e que terá continuidade na edição desse ano. No domingo, uma das atrações é a estreia do atual campeão, Corinthians, que recebe os meninos do Fluminense [VIDEO], em São Paulo.

Do ano passado para cá, o Timão [VIDEO] manteve a base, com exceção do atacante Jô e do lateral-esquerdo Guilherme Arana, e ainda incorporou bons valores como Henrique, Sidcley, Renê Júnior e Matheus Vital.

Os experientes Ralf e Emerson Sheik também retornaram para o time que segue sendo dirigido por Fábio Carille, bicampeão paulista.

América-MG x Sport, Internacional x Bahia, Vasco da Gama x Atlético-MG e Atlético-PR x Chapecoense completam as partidas marcadas para domingo. Na segunda-feira, com os dois confrontos iniciando no mesmo horário das 20 horas, dois paulistas dão a largada no certame nacional. Em casa, o São Paulo do técnico uruguaio Diego Aguirre recebe o Paraná Clube, que volta à elite depois de 10 anos, enquanto o Palmeiras do comandante Roger Machado vai visitar o Botafogo, do jovem técnico Alberto Valentim, no Estádio Engenhão, casa do Fogão, no Rio de Janeiro.