A perda do título do Campeonato Paulista para o rival Corinthians em pleno Allianz Parque, nos pênaltis, neste domingo (8), ainda continua rendendo muita bronca pelos lados do Palestra Itália, sobretudo por conta da anulação e uma penalidade [VIDEO] que havia sido marcada de Ralf em cima de Dudu, que depois de muita discussão a arbitragem voltou atrás e os palmeirenses acusam que houve interferência externa.

Ao final do jogo, muito alterado, o presidente Maurício Galiotte esbravejou contra a arbitragem e chamou o campeonato de “Paulistinha”, dentre outras críticas. “O que aconteceu aqui hoje é uma vergonha, um exemplo muito ruim que o Futebol brasileiro dá.

Interferência externa não é esporte”, esbravejou o dirigente em entrevista.

Nesta segunda-feira (9), um grupo de 14 conselheiros irá protocolar uma carta ao mandatário palmeirense cobrando atitude contra a Federação Paulista, inclusive uma bastante radical.

O grupo pede que na edição do ano que vem, o Verdão dispute o estadual apenas com jogadores das categorias de base [VIDEO], assim como faz o Atlético nas rodadas iniciais do Campeonato Paranaense. Eles pedem ainda que todos os conselheiros do Palmeiras que trabalhem na Federação peçam demissão e que a equipe de arbitragem que atuou no jogo deste domingo não trabalhe mais nas partidas do Palmeiras.

Os conselheiros ainda sugerem que o clube passe a filmar as partidas de diversos ângulos, inclusive os árbitros, para que assim evite qualquer tipo de interferência externa, fato que, segundo eles, tem se tornado corriqueiro nos jogos do Palmeiras.

Nada de festa

As restrições junto à Federação Paulista por parte do Palmeiras já começaram. O time teve sete atletas escolhidos na Seleção do Campeonato Paulista, além do técnico Roger Machado, porém a diretoria vetou a presença de todos eles na festa de premiação, que será realizada na noite desta segunda-feira.

A Federação Paulista não confirmou o nome dos palmeirenses que serão premiados. Isso será revelado apenas durante a cerimônia que, ao que tudo indica, será bastante esvaziada.

Os palmeirenses na seleção do campeão são o goleiro Jailson, o lateral-direito Marcos Rocha, o zagueiro Antônio Carlos, volante Felipe Melo, o lateral-esquerdo Victor Luis, e os atacantes Miguel Borja e Dudu, além do meia Lucas Lima e o técnico Roger. Mas no que depender da decisão da cúpula do time, nenhum deles irá dar as caras na premiação, que também não terá a presença de representante algum do time.