As coisas continuam muito complicadas para Ousmane Dembélé. O jovem francês chegou em Barcelona com a responsabilidade de substituir Neymar e como a maior transferência da história do Futebol. Nunca o Barcelona [VIDEO]havia pagado mais de cem milhões de euros por um jogador e foi fazê-lo por um jogador jovem, inexperiente e que ainda não conseguiu se impor no time.

Dembélé continua sendo contestado

Após o grande desastre da temporada, na eliminação do Barcelona perante o Barcelona, os holofotes se viram novamente para Dembélé. O francês continua no centro de todas as atenções, e o futuro poderia não ser o melhor. Pelo menos, não no Barcelona, onde ele está sendo cada vez mais colocado em dúvida.

E agora, o cenário estaria ainda mais escuro para o craque francês.

É que alguns colegas não gostaram do que viram do francês, após a eliminação do Barcelona. E Messi foi um deles. Não só a atitude no gramado é criticada, como também sua postura fora dele. "Ele não é jogador à Barcelona", dizem nos bastidores do time catalão.

Fracasso do Barcelona

A liga será vencida, mas no Barcelona [VIDEO] eles consideram que será mais um demérito do Real Madrid e não por causa dos méritos de um Barcelona, que eles temem agora que nem a final da Copa do Rei consiga vencer. Pelo menos, se continuarem jogando assim. O final de temporada promete ser muito complicado para o Barcelona, depois da derrota histórica, em Roma. O ambiente está péssimo em Barcelona, e eles vão disparando contra todos os lados.

Uma bagunça interna eclodiu no final do jogo e, em particular, com a atitude de um dos supostos reforços mais sonantes: Dembélé.

O francês se isolou da equipe com uma atitude de indiferença, depois do embaraço que incomodou os jogadores mais veteranos do Barça. Parecia, eles afirmam de dentro, que o ridículo não preocupava o gaulês.

Supostamente, o francês está muito irritado com Ernesto Valverde, pelas repetidas substituições, e ele já é um dos grandes problemas do Barça. Embora, longe disso, o único.

Suárez perdeu a cabeça

Luis Suárez terminou perrando a cabeça. É que, por pior que o Barça tenha jogado, o uruguaio teve várias chances para fazer um gol, o que teria sido mais que suficiente para o time ganhar. O uruguaio não conseguiu conter sua raiva no vestiário do Olímpico de Roma. O camisa 9 do Barça estava perfeitamente ciente do desastre que haviam experimentado. E apontou para o maior culpado.

Na opinião de Suárez, a derrota começou sendo desenhada por Ernesto Valverde. Ele considerou a estratégia demasiado conservadora e a verdade é que o Barcelona só criou perigo, quando já estava perdendo por 3 a 0. Tarde demais.

Os jogadores tentaram se controlar, mas tal como a torcida, eles deixam o treinador debaixo de fogo. O final de temporada pode ser decisivo para Valverde que está sendo, mais do que nunca, muito contestado. É o seu pior momento desde que ele chegou em Camp Nou.