Considerado um dos times mais bem planejados do Brasil, juntamente com o Palmeiras, o Flamengo gastou em três anos cerca de R$157 milhões.

Para muitos torcedores, mesmo com uma boa administração e a questão financeira considerada adequada, o futebol exercido pelas contratações feitas não vingaram da forma como era esperado.

Contratações consideradas essenciais vieram com o então badalado Éverton Ribeiro, Geuvânio, Rhodolfo, entre tantos outros que vieram para somar com o elenco que tinha. No papel, estava tudo tranquilo, dando esperanças para o torcedor e para os críticos que apreciam o bom futebol. Porém, os resultados não vingaram, e desde então, nesse período, o Flamengo [VIDEO] conquistou apenas um Campeonato Carioca.

Grande parte dessas contratações vieram com Rodrigo Caetano, ex-diretor executivo de futebol do clube. Nesse tempo, o sonho do bom futebol e de um elenco que fosse adequado para ganhar qualquer competição não se traduziu com os técnicos que passaram pelo Flamengo, com algumas eliminações consideradas frustrantes para o torcedor.

Nesta temporada, o Flamengo buscou Henrique Dourado, artilheiro do último Campeonato Brasileiro, ao lado de Jô, atuando pelo seu maior rival, Fluminense. Além de Dourado, o clube carioca foi atrás de Marlos Moreno, porém, até o momento, a contratação não vingou da maneira esperada.

Uma das grandes revelações já feitas pelo clube, Vinícius Júnior, tem conseguido jogar, porém, não tem conseguido brilhar, tampouco conseguiu resolver parte dos problemas que o time possui.

Metas

Apesar de não ter definido um nome para substituir Paulo César Carpegiani, o Flamengo [VIDEO] espera com cautela para anunciar já nos próximos dias o próximo treinador. Renato Gaúcho, atual treinador do Grêmio, é o mais cotado, porém, ainda é incerto, já que o Grêmio terá um compromisso importante válido pela segunda partida da final do Campeonato Gaúcho, contra o Brasil de Pelotas. Na partida de ida, o time de Renato ganhou de 4 a 0.

Com a semana livre, o Flamengo busca acertar os ponteiros para começar bem no Campeonato Brasileiro e se manter firme ainda na fase de grupos da Copa Libertadores. A partida de estreia da equipe da gávea será contra o Vitória, no dia 14 deste mês, em Salvador. Após esse compromisso, o clube carioca volta as suas atenções para a Libertadores contra o Santa Fé, no dia 18. Resta saber se esse período favoreceu ou não, para arrumar parte dos problemas extracampo que o clube vem enfrentando nas últimas semanas.