O Fluminense [VIDEO]quer Luan Peres e já tem tudo acertado com o atleta, mas o zagueiro, cujos direitos pertencem ao Ituano-SP, está emprestado para a Ponte Preta até o dia 30 de maio e a Macaca só aceitaria liberá-lo antes do prazo se o também zagueiro Reginaldo fosse incluído na negociação, algo que parece irá realmente acontecer. Segundo informações de bastidores, o Tricolor aceitou a proposta do time campineiro e tudo deve ser sacramentado até na próxima quarta-feira.

Dois indícios do futuro acerto são as ausências de Reginaldo e Luan dos últimos jogos das equipes na temporada. O primeiro não enfrentou o Nacional Potosi, da Bolívia, no Maracanã, pela Copa Sul-Americana (vitória do Fluminense por 3 a 0) nem sequer foi relacionado para a partida de abertura do Campeonato Brasileiro, quando a agremiação das Laranjeiras, mesmo atuando bem, especialmente no segundo tempo, deixou a Arena de Itaquera, em São Paulo, com uma derrota de 2 a 1 para o atual campeão Corinthians.

Enquanto isso, o segundo desfalcou a Ponte nos 3 a 0 sobre o Náutico pela Copa do Brasil e no inesperado revés de 1 a 0 diante do Paysandu pela primeira rodada da Série B. Ambos os compromissos foram realizados no Moisés Lucarelli.

Natural de Barretos, interior do estado de São Paulo, Reginaldo tem 23 anos e foi revelado no próprio Fluminense, mas, desde que chegou aos profissionais, acabou sendo emprestado por diversas ocasiões, firmando-se somente no ano passado. Zagueiro de boa estatura, marcou alguns gols importantes pelo Tricolor, como na vitória de 3 a 0 sobre o Avaí, em Florianópolis, pelo Campeonato Brasileiro de 2017. Na atual temporada, começou como titular, mas, com o surgimento de Ibañez e a reincorporação de Gum, perdeu espaço e, na maioria das vezes, é cortado das partidas do time carioca.

Prestes a completar 24 anos, Luan Peres [VIDEO] é um zagueiro canhoto, condição imposta por Abel Braga para reforçar o setor no Fluminense [VIDEO]. Nasceu na capital paulista e seus primeiros passos no futebol aconteceram na Portuguesa-SP de 2013 até 2016. Do Canindé, foi para Recife e vestiu a camisa do Santa Cruz. Um ano depois, retornou ao futebol paulista, dessa vez para o Red Bull Brasil. Ainda em 2017, foi adquirido pelo Ituano e emprestado para a Ponte Preta. Ao longo da carreira, disputou 101 jogos e balançou as redes apenas em duas ocasiões.

Buscando reabilitações dos últimos tropeços, a Ponte Preta, no sábado que vem, às 19h (de Brasília), enfrenta, fora de casa, o Criciúma. No domingo seguinte, o Fluminense, a partir das 16h (de Brasília), no Maracanã, recebe o Cruzeiro.