A má campanha na Copa do Brasil, quando caiu na terceira fase para o Avaí, além da frustração de ter perdido a classificação para a decisão do Campeonato Carioca, no último minuto da partida contra o Vasco, já são coisas do passado no Fluminense. O time inicia agora uma semana que pode dar indícios do que será o restante da temporada [VIDEO], com as estreias na Copa Sul-Americana e também no Campeonato Brasileiro. E para que o restante da temporada seja bem mais empolgante que o início, a diretoria tem trabalhado em busca de reforços para o elenco de Abel Braga.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

O primeiro deles foi anunciado nesta terça-feira (10).

Depois de se destacar no último campeonato estadual, [VIDEO] vestindo a camisa da Cabofriense, o atacante João Carlos foi apresentado de forma oficial pelo Tricolor.

O jogador de 23 anos, que pertence ao Sampaio Correia de Saquarema, ficará por empréstimo no clube até o final de 2019. Ele está no Rio de Janeiro desde a semana passada, onde já passou nos exames médicos.

“Sempre sonhei em jogar em um clube grande. Chego aqui para treinar firme e buscar meu espaço”, disse o jogador, que agora espera manter a boa fase que vinha atravessando com o antigo clube.

Jogador, que vestirá a camisa de número 29, esteve na moira do Volta Redonda, que irá disputar a Série C do Campeonato Brasileiro, mas o Fluminense entrou na jogada e conseguiu trazer o atacante para as Laranjeiras. Antes de chegar ao Fluminense, ele também defendeu Macaé, Boa Esporte-MG, Bonsucesso e Galícia.

Com a contratação de João Carlos, o Tricolor ainda não está satisfeito com as peças que tem para o setor de ataque e ainda busca um acordo com o Coritiba para trazer o centroavante Kléber Gladiador.

Se ele tivesse aqui aquele gol não sairia

A contratação e Kléber Gladiador foi um dos assuntos abordados pelo técnico Abel Braga na entrevista coletiva concedida após o treino desta terça-feira (10). O treinador fez elogios ao atacante do Coritiba.

“É um jogador que com tudo o que traz, será muito bom para nós, caso se concretize”, disse Abel, lembrando que se o Gladiador estivesse em campo, o Fluminense não teria sofrido o gol contra o Vasco, as 50 minutos do segundo tempo, que acabou eliminado o time da decisão do campeonato estadual.

O treinador lembrou que momentos antes de sofrer um gol, houve uma situação de ataque para o Fluminense e que ali o jogo poderia ter sido definido. “Houve uma situação anterior ao gol, que se tivéssemos ele, acabava o jogo ali”, explicou.