A euforia e alegria pela importante vitória diante do Estudiantes, na terça-feira (24), e que deixou o Santos com a classificação encaminhada para a segunda fase da Copa Libertadores da América duraram pouco. Nesta quinta-feira pela manhã (26), uma verdadeira bomba caiu sob a Vila Belmiro, com o resultado positivo do exame antidoping de uma de suas principais revelações, o atacante Diogo Vitor.

A substância encontrada no organismo do jogador não foi revelada e, por conta do resultado, o atleta de 21 anos, por decisão do próprio clube, já está suspenso preventivamente e uma contraprova já foi solicitada pelo Alvinegro.

Diogo Vitor foi sorteado pela Federação Paulista para fazer o exame na partida contra o Botafogo, de Ribeirão Preto, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, disputada no dia 21 de março, na Vila Belmiro.

Ele entrou aos 22 minuto do segundo tempo, em substituição a Jean Mota, e marcou um gol na decisão de pênaltis, que culminou com a classificação santista para as semifinais do estadual. O Santos revelou o fato em comunicado oficial divulgado em seu site.

Apesar de já ter afastado o jogador das atividades no clube, se colocou à sua disposição. “O Santos, desde já, coloca-se à disposição de Diogo Vitor neste delicado momento de sua vida”, divulgou o time.

O flagrante no antidoping interrompe uma ótima sequência que o jogador vinha tendo na equipe do técnico Jair Ventura. Nesta temporada, ele atuou em oito partidas e marcou um gol, o que garantiu o empate em 1 a 1 no clássico diante do Corinthians, no Estádio do Pacaembu.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Santos PaixãoPorFutebol

Histórico de sumiços

A passagem de Diogo Vitor pelas categorias de base do Peixe foi bastante conturbada, incluindo três sumiços que atrasaram a ida do jogador para a equipe profissional. Em entrevista ao site Globo Esporte, em julho do ano passado, época em que vinha se destacando pela equipe B, o jogador disse que estava mais maduro .

“O tempo está passando, e procurei mudar no meu dia a dia, até mesmo fora de campo”, disse na ocasião.

O último sumiço do atleta do clube havia sido em novembro de 2016, quando teve uma lesão muscular e não se reapresentou para a pré-temporada no início do ano seguinte, o que gerou irritação do então técnico Dorival Júnior.

“Diogo não merece ser falado. Vamos evitar falar de um garoto que não quer nada para a vida dele”, disse ele na ocasião. Mesmo com a indignação do treinador, a diretoria manteve o contrato do atleta, apesar de ter suspendido seus salários.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo