No ano passado, Guilherme Arana foi o dono da lateral esquerda do Corinthians [VIDEO]. Suas ótimas atuações foram fundamentais para ajudar a equipe alvinegra a faturar seu sétimo título – o quarto na era dos pontos corridos – do Campeonato Brasileiro, tanto que a diretoria não mediu esforços para segurar o jogador até o final da competição nacional.

Com a saída do jogador para o Sevilla, da Espanha, a diretoria trouxe Juninho Capixaba, que acabou não se firmando e em algumas partidas do Campeonato Paulista, Fábio Carille precisou improvisar Maycon no setor. O problema só foi resolvido de vez com a chegada de Sidcley, vindo por empréstimo do Atlético Paranaense até o final deste ano, que desde o primeiro jogo mostrou que seria o dono da posição.

No entanto, essas boas atuações já chamaram a atenção dos times do exterior e para se defender do assédio vindo de fora.

O portal Globo Esporte ouviu o agente Nadim Andraus, dono de um percentual dos direitos federativos do atleta. Ele relevou que clubes como Monaco e Bordeaux, ambos da França, já buscaram informações sobre o jogador corintiano. “Estou sendo importante para o time, fico muito honrado, estão me dando valor”, disse o jogador autor de um gos gols na vitória por 4 a o sobre o Paraná Clube, na rodada passada do Campeonato Brasileiro. Ele dá sinais de que não ficará muito tempo no futebol paulista, uma vez que manteve sua família morando em Curitiba.

A única solução para o Corinthians manter o jogador para a próxima temporada será a compra em definitivo do atleta, porém o valor estipulado em 3 milhões de euros, pouco mais de 12 milhões de reais, soa um tanto como proibitivo no Parque São Jorge.

Assim, a comissão técnica já começa a preparar Juninho Capixaba para assumir novamente a posição a partir de2019.

Renovou, mas...

A – única – boa notícia para o torcedor do Corinthians [VIDEO] nesta semana foi a renovação de contrato com o zagueiro Balbuena até 2021. No entanto, apesar de ter assinado um novo acordo, o zagueiro deixou seu futuro em aberto e nem ao menos garantiu se ficará até o final do ano. “Nenhum jogador vai ficar se chegar uma proposta que a diretoria quer. Ninguém fica. É difícil cravar”, disse o defensor em entrevista coletiva concedida na tarde desta sexta-feira (27).

Um pouco antes, o presidente Andrés Sanchez também comentou sobre o assunto e o tom do discurso foi parecido com o do jogador. “Não adianta ter o contrato. Se o jogador quiser ir embora, e o clube se dispor a vender”, disse.