Mesmo sendo eliminado nas semifinais pelo Vasco, que, neste domingo, perdeu o título para o Botafogo com uma derrota de 4 a 3 nos pênaltis após o Alvinegro de General Severiano ter vencido no tempo normal pelo placar de 1 a 0, gol de Joel Carli aos 50 minutos do segundo tempo, o Fluminense [VIDEO] tem o que comemorar ao final do Campeonato Carioca de 2018. Através de seu site oficial, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) divulgou que o Tricolor foi o clube a receber o maior número de premiações.

Da seleção do torneio, cinco atletas são da equipe das Laranjeiras: o goleiro Júlio César, o zagueiro Gum, o lateral-esquerdo Ayrton Lucas e a dupla de atacantes Marcos Júnior e Pedro.

Yago Pikachu, lateral-direito do Vasco, Igor Rabello, zagueiro do Botafogo, Desábato, volante do Vasco, Rodrigo Lindoso, volante do Botafogo, Lucas Paquetá e Paulinhos, meias, respectivamente de Flamengo e Vasco, além de Zé Ricardo, técnico do Vasco, completam a lista

Pedro teve conseguiu outra marca importante. Na sua estreia como titular em um certame profissional, o centravante do Fluminense, com sete gols, igualou-se a Romário como o artilheiro mais jovem dos mais de 100 anos de história do Campeonato Carioca. Revelado nas categorias de base do próprio Tricolor, em Xerém, ele também alcançou o feito de balançar as redes diante dos três rivais da agremiação verde, branco e grená.

Vencedor da Taça Rio [VIDEO], o Fluminense permanece amargando o jejum de títulos no Estadual do Rio. A última vez foi em 2012.

Na ocasião, derrotou, na final, o Botafogo com vitórias de 4 a 1 e 1 a 0, sendo os dois clássicos disputados no Engenhão. No ano passado, o Tricolor chegou até a decisão,mas sucumbiu diante do Flamengo.

Encerrado o Cariocão, o Fluminense [VIDEO] volta as suas atenções para o restante da temporada. Na quarta que vem, a partir das 21h45 (de Brasília), enfrenta, no Maracanã, o Nacional Potosi, da Bolívia, na partida que marca o início de sua sétima participação na Copa Sul-Americana, na qual teve a melhor participação em 2009, quando chegou até a decisão, passando por Flamengo, Alianza Atlético (Peru), Universidad de Chile e Cerro Porteño, do Paraguai, mas viu a LDU de Quito, que já havia sua carrasca na Libertadores do ano anterior, levar a taça em pleno Maracanã.

No domingo seguinte, o desafio é bem mais complicado. Pela abertura do Campeonato Brasileiro, o Flu vai até o Itaquerão,em São Paulo, para encarar o atual campeão, o Corinthians.