Mesmo sendo eliminado nas semifinais pelo Vasco, que, neste domingo, perdeu o título para o Botafogo com uma derrota de 4 a 3 nos pênaltis após o Alvinegro de General Severiano ter vencido no tempo normal pelo placar de 1 a 0, gol de Joel Carli aos 50 minutos do segundo tempo, o Fluminense tem o que comemorar ao final do Campeonato Carioca de 2018. Através de seu site oficial, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) divulgou que o Tricolor foi o clube a receber o maior número de premiações.

Publicidade
Publicidade

Da seleção do torneio, cinco atletas são da equipe das Laranjeiras: o goleiro Júlio César, o zagueiro Gum, o lateral-esquerdo Ayrton Lucas e a dupla de atacantes Marcos Júnior e Pedro. Yago Pikachu, lateral-direito do Vasco, Igor Rabello, zagueiro do Botafogo, Desábato, volante do Vasco, Rodrigo Lindoso, volante do Botafogo, Lucas Paquetá e Paulinhos, meias, respectivamente de Flamengo e Vasco, além de Zé Ricardo, técnico do Vasco, completam a lista

Pedro teve conseguiu outra marca importante.

Publicidade

Na sua estreia como titular em um certame profissional, o centravante do Fluminense, com sete gols, igualou-se a Romário como o artilheiro mais jovem dos mais de 100 anos de história do Campeonato Carioca. Revelado nas categorias de base do próprio Tricolor, em Xerém, ele também alcançou o feito de balançar as redes diante dos três rivais da agremiação verde, branco e grená.

Vencedor da Taça Rio, o Fluminense permanece amargando o jejum de títulos no Estadual do Rio.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

A última vez foi em 2012. Na ocasião, derrotou, na final, o Botafogo com vitórias de 4 a 1 e 1 a 0, sendo os dois clássicos disputados no Engenhão. No ano passado, o Tricolor chegou até a decisão,mas sucumbiu diante do Flamengo.

Encerrado o Cariocão, o Fluminense volta as suas atenções para o restante da temporada. Na quarta que vem, a partir das 21h45 (de Brasília), enfrenta, no Maracanã, o Nacional Potosi, da Bolívia, na partida que marca o início de sua sétima participação na Copa Sul-Americana, na qual teve a melhor participação em 2009, quando chegou até a decisão, passando por Flamengo, Alianza Atlético (Peru), Universidad de Chile e Cerro Porteño, do Paraguai, mas viu a LDU de Quito, que já havia sua carrasca na Libertadores do ano anterior, levar a taça em pleno Maracanã.

No domingo seguinte, o desafio é bem mais complicado. Pela abertura do Campeonato Brasileiro, o Flu vai até o Itaquerão,em São Paulo, para encarar o atual campeão, o Corinthians.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo