Depois de uma noite europeia desastrosa, é tempo do Barcelona analisar aonde esteve a razão de tamanho fracasso. Poucos imaginariam que uma hecatombe como essa pudesse acontecer com o Barcelona [VIDEO]. Logo o Barça, uma das equipes mais regulares da temporada e que ainda não havia perdido um único encontro nem na Champions, nem no campeonato. Dessa vez, foi muito mais que uma derrota, pois resultou em uma eliminação tão humilhante, quanto inesperada.

Leo Messi 'corta cabeças'

O Barcelona havia vencido o primeiro jogo, por 4 a 1, e ninguém imaginava que a equipe invencível fosse ceder perante uma vantagem de três gols.

A verdade é que foi isso mesmo que aconteceu. Sem o controle do jogo, um meio-campo perdido, e uma partida desligada do Barceona, frente a uma Roma perfeita, que ganhou por três gols e que poderia ter feito mais ainda.

Leo Messi era a imagem do desalento. Depois de todo o desgaste de uma temporada, em que ele vem jogando lesionado e carregando a equipe em suas costas, o astro argentino aponta os culpados e ele não vai ter problemas em "cortar cabeças". Se há alguém decepcionado após o desastre do Barça em Roma, é Leo Messi. O camisa 10 sabe que perdeu uma oportunidade de ouro nesta Champions.

Três culpados no desastre do Barcelona

O primeiro culpado é claro: Ernesto Valverde. A abordagem do treinador espanhol era covarde e as mudanças não resultaram para melhor. O primeiro a entrar em campo foi André Gomes, para o lugar de Andrés Iniesta.

E as outras duas mudanças vieram já com o 3-0 na final. Aí, Valverde colocou atacantes, mas já era tarde demais.

Em segundo lugar, Messi culpa a diretiva. E ele relembra que o substituto de Neymar é Ousmane Dembélé, um jogador que raramente joga no Barcelona, e que obrigou a que a equipe quase abdicasse de seu ataque. E depois, porque Dembélé e Neymar são jogadores de perfil totalmente diferentes. Sem contar que o francês não está preparado para puxar o carro deste Barça. Josep Maria Bartomeu errou muito nas contratações, na opinião de Messi.

Depois, Messi também acusa alguns de seus companheiros [VIDEO], que ele vê sem nível para esse Barcelona. A verdade é que, apesar de todo o investimento, o Barça é um time cada vez mais dependente do que Messi possa resolver, quase sozinho. Por isso, jogadores como Dembélé, André Gomes, Nelson Semedo estão a mais no Barça. Eles não estão dando o nível que é necessário para usar a camisa do Barça. Messi quer uma revolução no verão, com jogadores que possam mesmo marcar a diferença.

Messi quer se reerguer na Europa

Messi não quer perder mais tempo. Ele sabe que a coisa mais importante é elevar a Liga dos Campeões, e ele só conseguiu uma nos últimos sete anos. O desastre em Roma despertou a pior face do camisa 10, que está muito desolado com o jogo de sua equipe. O vôo de Roma para Barcelona, após a partida, foi como um funeral. Os rostos fechados avisam que no vestiário há bagunça, além de uma eliminação que alguns na equipe resumem com uma frase lapidar que mata Valverde, Josep María Bartomeu e companhia.

No vestiário, todos sabiam que esta equipe não era para ganhar a Liga dos Campeões. Nesse sentido, um pensamento prevalece: melhor cair contra Roma do que se fazer de bobo contra o Real Madrid, na Champions. O pior do encontro de Roma foi a descrença da equipe. Eles sentiam que, independentemente do rival da meia final, eles não seriam capazes de vence. E isso diz muito de uma equipe da dimensão do Barcelona, que está um pouco perdida.