Atlético-MG e Cruzeiro se enfrentaram no Independência na primeira partida da final do Campeonato Mineiro. A equipe alvinegra tinha feito uma campanha até então irregular na fase de classificação, ficando apenas em terceiro lugar, enquanto o Cruzeiro tinha feito uma competição até então perfeita na competição sem perder para ninguém. Cruzeiro e AtléticoMG despacharam na semifinal Tupi e América-MG respectivamente.

Primeiro tempo

O jogo começou bem estudado com o Cruzeiro marcando a saída de bola e apostando nos contra-ataques deixados pela equipe atleticana. A marcação pesada das duas equipes proporcionava erros de passes simples, deixando truncado a partida desde então.

Na primeira grande chegada atleticana, Patric chuta sem direção, longe da meta do goleiro Fábio. Aos 9 minutos, Egídio chuta de fora de área para grande defesa do goleiro Victor.

A partida estava bem emocionante, com chances para os dois lados. Aos 20 minutos, Cazares recebe um ótimo passe de Otero, porém ao chutar a bola vai para longe do gol de Fábio. Com muita raça e disposição das duas equipes. Aos 26 minutos, em uma bola espirrada perto da pequena área, Ricardo Oliveira chuta para fora. Aos 29 minutos, em um rápido contra-ataque puxado pelo time do Cruzeiro, Thiago Neves força Victor a fazer mais uma grande defesa na partida. Aos 36 minutos em uma cobrança bem feita de Otero, a bola passa por todo mundo e sobra pra Ricardo Oliveira encostar para abrir o placar na partida. Aos 41 minutos em uma boa cobrança de escanteio feita por Otero, Adílson desvia sutilmente para a pequena área, porém a bola vai direto para o gol de Fábio, fazendo o segundo gol atleticano.

Aos 45 minutos, em um cruzamento perfeito de Otero a bola encontra Ricardo Oliveira, sozinho para cabecear tranquilo para o marcar o segundo dele e o terceiro do Atlético-MG [VIDEO]. Depois do lance do gol, nenhum lance de perigo ocorreu até o fim da primeira etapa.

Segundo tempo

A etapa complementar começou com o Cruzeiro se lançando ao ataque, para poder diminuir o prejuízo logo nos primeiros minutos. Com a vantagem adquirida na primeira etapa, a equipe atleticana ficava mais na defensiva, apostando principalmente nos contra-ataques neste início de segunda etapa. Aos 17 minutos, em um rápido contra-ataque da equipe do Atlético-MG, Luan chuta e obriga Fábio a fazer uma grande defesa.

Atordoado, o Cruzeiro não conseguia criar oportunidades claras como ocorreu em todo campeonato. Aos 25 minutos, em um escanteio bem cobrado por Thiago Neves, Murilo sozinho cabeceia por cima do gol de Victor. Não faltavam disposição entre as duas equipes, porém nada dava certo para a equipe cruzeirense.

Aos 34 minutos, o argentino Tomás Andrade chuta de fora da área, obrigando o goleiro Fábio a fazer mais uma linda defesa na partida. Aos 35 minutos, Egídio cruza para Sassá cabecear, obrigando Victor a fazer o primeiro milagre do jogo. Aos 37 minutos, em uma jogada bem trabalhada pela equipe do Cruzeiro, Arrascaeta chuta rasteiro para descontar e colocar fogo na partida. Aos 42 minutos, Cazares novamente obriga Fábio a fazer outra grande defesa. Até o final da partida, o Atlético-MG [VIDEO] soube administrar a vantagem construída na primeira etapa.