Mistério e festa na casa do adversário marcaram o sábado do Fluminense. Pela manhã, no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, os profissionais fizeram o último treinamento antes do compromisso de domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, diante do Cruzeiro, válido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Após quase duas horas de trabalho focado em ajustes de posicionamento e posse de bola, o técnico Abel Braga não confirmou qual será a escalação d time. A principal dúvida está no ataque. Titular na estreia (derrota de 2 a 1 para o Corinthians, em São Paulo), Pablo Dyego pode retornar ao banco.

Nesse caso, Marcos Júnior é o favorito para, novamente, ser o companheiro de Pedro, mas Matheus Alessandro e Robinho, que foram bastante elogiados pelo comandante na sexta, também têm chances de iniciarem a partida. A única certeza é a entrada de Frazan na zaga ao lado de Gum e Renato Chaves, substituindo Ibañez, afastado por conta de um estiramento muscular.

Apresentados recentemente e já regularizados na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o zagueiro Luan Peres e o volante Douglas Moreira, o Dodi, foram relacionados e ficarão como opções.

Com a indefinição no sistema ofensivo, o Fluminense irá a campo tendo Júlio César; Renato Chaves, Gum e Frazan; Gilberto, Richard, Jádson, Juniro Sornoza e Ayrton Lucas; Marcos Júnior (Matheus Alessandro ou Robinho) e Pedro.

Na parte da tarde, foi a vez dos garotos de Xerém entrarem em ação.

Na decisão da Taça Rio Sub-20 [VIDEO], segundo turno do Campeonato Carioca da categoria, o Fluminense estragou a festa de comemoração dos 91 anos de fundação do estádio de São Januário e ficou com o título ao derrotar o Vasco por 5 a 3.

A conquista parecia vir com goleada. No primeiro tempo, Dudu e Lucas, este de pênalti, colocaram 2 a 0 no placar para a equipe das Laranjeiras. Em dez minutos da segunda etapa, Marlon e novamente Dudu ampliaram ainda mais a vantagem tricolor. Mostrando força e contando com a expulsão de Caio, o Vasco reagiu e encostou com Moresch, Lucas Santos (pênalti) e Alan.

Aos 50 minutos, depois de muita pressão cruzmaltina, em uma estocada rápida, Samuel, com o gol vazio, sacramentou o resultado e o título do Fluminense [VIDEO]. Antes de balançar as redes,o atacante tricolor provocou ao fazer uma dança e acabou gerando um tumulto com direito á invasão de gramado. Para alívio geral, nada de mais grave aconteceu.

Curiosamente, Fluminense e Vasco se enfrentam novamente no próximo sábado pelas semifinais do Estadual. O clássico, dessa vez, acontecerá nas Laranjeiras com o Tricolor tendo a vantagem do empate. O horário ainda será definido pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) ao longo da semana que vem.