Buscando se reabilitar dos tropeços para Corinthians e Grêmio, respectivamente, na abertura do Campeonato Brasileiro, Fluminense [VIDEO] e Cruzeiro se encontraram na tarde deste domingo no Maracanã pela segunda rodada da principal competição do futebol nacional. Melhor para o Tricolor que, mesmo atuando com um jogador a menos desde o primeiro tempo, reincorporou o espírito dos "Guerreiros de 2009" e segurou a pressão mineira para conseguir a vitória de 1 a 0, a sua primeira no torneio.

Embalado pelo belo resultado, o Fluminense [VIDEO] volta ao Maracanã no próximo domingo, às 16h (de Brasília), para encarar o São Paulo.

No mesmo dia, a partir das 19h (de Brasília), o Cruzeiro, querendo afastar o mau momento, vai até o Gigante da Beira-Rio, em Porto Alegre e medirá forças contra o Internacional. Antes, na quinta, o desafio da Raposa será no Mineirão, quando enfrentará a Universidad de Chile pela Taça Libertadores da América.

O clássico começou bastante estudado. A primeira oportunidade veio por parte do time da casa. Depois de cruzamento de Ayrton Lucas, Gum escorou para Frazan, que só não marcou porque Fábio se antecipou e, de soco, tirou o perigo.

Aos 15 minutos, Gilberto errou o tempo de bola e, na ânsia de evitar o contra-ataque, fez uma falta violenta sobre Sassá. Sem titubear, o árbitro da partida expulsou o lateral-direito do Fluminense.

Mesmo com a vantagem numérica em campo e domínio n posse de bola, o Cruzeiro não teve uma oportunidade clara de gol.

Do outro lado, os cariocas se desdobravam na marcação e também não ameaçaram a meta de Fábio.

Tentando aumentar o poder de ofensividade da sua equipe, Mano Menezes sacou o argentino Mancuello, figura apagada enquanto esteve dentro das quatro linhas, para promover a estreia de David. A estratégia cruzeirense, porém, acabou desmoronando logo aos cinco minutos. Em falta cobrada pelo lado esquerdo, Sornoza lançou na área. Gum subiu mais alto que Dedé e cabeceou. A bola tocou no rosto de Pedro, deslocando Fábio e indo para o fundo das redes.

A partir desse momento, o Fluminense se fechou ainda mais e apostava nos contra-ataques para fechar o marcador, o que quase aconteceu em dois momentos, um com Ayrton Lucas e outro nos pés de Douglas. Em contrapartida, o Cruzeiro aumentou o ritmo e, em duas oportunidades, ambas com Arrascaeta, só não empatou porque carimbou o travessão e Júlio César fez um verdadeiro milagre ao defender de pé esquerdo.

No final, alegria e orgulho dos poucos mais de dez mil presentes, contrastando com a preocupação mineira pelo mau início de Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 X 0 CRUZEIRO

Competição: Campeonato Brasileiro - Série A (Segunda rodada)

Local: Maracanã, Rio de Janeiro

Data: 22/4/2018 (domingo)

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo, todos da Federação Paulista de Futebol

Renda: R$ 263.145,00

Público: 8.671 pagantes (10.160 presentes)

Cartões amarelos: Renato Chaves, Pedro e Julio Cesar (Flu); Dedé e Arrascaeta (Cru)

Cartões vermelhos: Gilberto (Flu)

Gols: Pedro (3'/2ºT)

FLUMINENSE: Julio Cesar, Renato Chaves, Gum e Frazan; Gilberto,Richard, Jadson, Sornoza (Luan Peres) e Ayrton Lucas; Marcos Júnior (Pablo Dyego) e Pedro (Douglas).

Técnico:Abel Braga

Cruzeiro: Fábio, Romero (Rafinha), Dedé, Léo e Marcelo Hermes; Lucas Silva (David), Henrique, Mancuello (Arrascaeta), Robinho e Thiago Neves; Sassá.

Técnico: Mano Menezes