Para muitos uma grande revelação, para outros uma ‘aposta’ que deu certo no Corinthians, e mais uma vez Fábio Carille demonstrou sua força dentro do comando técnico corintiano.

O time do Corinthians [VIDEO] tem ainda nesta temporada muito a evoluir, por esse motivo, ganhar mais uma vez o Campeonato Paulista é um aperitivo a mais do que ainda pode oferecer nas outras grandes competições que ainda o clube tem à disposição até o fim do ano.

3º título

É incrível essa avassaladora passagem que Fábio Carille tem demonstrado.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

A eficácia se passa justamente pelo sistema defensivo e pelo poder de marcação que a equipe tem evoluído nesses 15 meses de comando até o momento.

A equipe do treinador alvinegro pode não ter sido uma das mais brilhantes no quesito Futebol bonito, mas o que não se pode demonstrar com o brilho dos gols, possui algo a mais que poucos times do futebol do Brasil conseguem desenvolver tão bem quanto o comandante corintiano.

A coroação pela competência, paciência e ‘saber sofrer’ dentro dos 180 minutos, fizeram com que o Corinthians se sagrasse campeão. O time palmeirense não conseguiu assustar o goleiro Cássio de maneira que fosse envolvente e criativo, por ter maior capacidade técnica e maior investimento que o próprio time de Fábio Carille.

Desde que Fábio Carille assumiu, por enquanto poucos questionamentos estão em pauta no quesito competência, incluindo as dúvidas geradas pela partida de ida que ocorreram contra o Bragantino (quartas-de-final), São Paulo (semifinal) e por fim Palmeiras (final).

A capacidade defensiva tem que ser valorizada para este início de Campeonato Brasileiro e para a sequência da Libertadores. O jogo não é brilhante tecnicamente, ainda falta aquele jogador matador como era o na temporada passada, porém, a união e a força de vontade de todos os jogadores contribuem para um dos poucos times compactados que temos no futebol brasileiro.

Carille está seguindo o mesmo caminho de Tite

Para muitos torcedores, Tite criou um ‘monstro’, pois a capacidade de estudar cada adversário possuindo quase sempre a mesma postura é para poucos treinadores e Fábio Carille compreendeu a essência do que é treinar um grande time que é o Corinthians [VIDEO]. O treinador corintiano já superou Adenor Bacchi (Tite), com o bicampeonato paulista.

A avalanche proporcionada pelo instrutor corintiano se comparada com os três primeiros títulos do ex-comandante é ainda mais impressionante; Tite precisou de dois anos e meio, enquanto o ‘monstro’ conseguiu em apenas um ano e três meses.