Ainda em torno do clima que marcou a decisão do Campeonato Paulista, [VIDEO] o Palmeiras volta, nesta quarta-feira (11), ao Allianz Parque para virar a chave e focar todas as suas forças na Copa #Libertadores da América, quando encara o Boca Juniors em duelo válido pela terceira rodada da fase de grupos. A bola começa a rolar às 21h45 e o confronto, que já decidiu título em 2000, vale a liderança do grupo 8. O Verdão soma seis pontos em dois jogos, enquanto que o time argentino aparece logo atrás, com dois pontos a menos.

Aliás, essa campanha do Palmeiras nesse início de Libertadores é a melhor desde 2001, quando também arrancou no torneio com duas vitórias.

Em caso de mais um triunfo nesta noite, os comandados do técnico Roger Machado ficarão bem perto de conseguir a vaga em um grupo que foi apontado pelos analistas como um dos mais difíceis da competição.

Sabor de revanche?

Palmeiras e Boca Juniors decidiram a Copa Libertadores do ano 2000, quando em pleno estádio do Morumbi a equipe argentina bateu o Verdão nas penalidades e comemorou o primeiro de três títulos conquistados em solo brasileiro naquela década. Posteriormente venceu o Santos, no mesmo Morumbi, em 2003, e em 2007 derrotou o Grêmio, no estádio Olímpico.

Sem pistas de time

O clima conturbado que se criou após a final do Campeonato Paulista fez a diretoria tomar algumas medidas radicais. Uma delas foi isolar os jogadores e não permitir a presença da imprensa nos treinamentos que antecederam ao duelo contra o Boca.

Assim não é possível ter exatamente a equipe que irá a campo, porém o time não deve ser muito diferente do que vinha jogando as fases decisivas do estadual. A única mudança com relação ao time que jogo no domingo é a entrada de Felipe Melo, que estava suspenso no segundo jogo da decisão, no lugar de Moisés.

O provável time do Palmeiras [VIDEO]que entrará em campo terá o goleiro Jaílson, Marcos Rocha na lateral direita, a dupla de zaga formada por Antônio Carlos e Thiago Martins, e Victor Luis na lateral esquerda. O meio de campo terá Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima. Na frente Dudu, Willian e Borja.

Boca

Pelos lados do Boca Junior, a novidade deve ser a presença de Carlitos Tevez, que ficou fora das últimas partidas do time por conta de uma lesão muscular. Por ainda estar voltando, ele deve ser opção para o banco de reservas. O ex-cruzeirense Ábila será o homem de ataque.

O técnico Guillermo Schelotto deverá escalar o time da seguinte forma: Rossi no gol, a defesa formada por Jara, Goltz, Magallán e Fabra. O meio de campo terá Barrios, Reynoso e Pablo Pérez. Na frente, Cordona, Pavon e Ábila. #PaixãoPorFutebol