Na manhã deste sábado, em mais um treino fechado no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, o Fluminense [VIDEO] encerrou a sua preparação para a rodada de abertura do Campeonato Brasileiro. Ao longo de quase duas horas, o técnico Abel Braga dirigiu uma atividade tática, seguida por um intenso trabalho de finalizações. Logo após, a delegação seguiu para o Aeroporto Santos Dumont de onde acontece o embarque a São Paulo. Na capital paulista, o Tricolor enfrenta, no domingo, a partir das 16h (de Brasília), na Arena de Itaquera, o Corinthians, atual detentor do título do certame mais importante do futebol nacional.

A escalação, como de praxe, não foi divulgada.

A tendência, porém, é pela manutenção da equipe que vem sendo utilizada com Júlio César; Gum, Renato Chaves e Ibañez; Gilberto, Richard, Jádson, Junior Sornoza e Ayrton Lucas; Marcos Júnior e Pedro. Novo xodó da torcida e autor do gol que abriu a vitória de 3 a 0 sobre o Nacional Potosi, da Bolívia, na noite da última quarta, no Maracanã, pela Copa Sul-Americana, o atacante Pablo Dyego foi relacionado para a viagem, mas permanecerá como opção no banco de reservas. Quem também fica à disposição é João Carlos, centroavante trazido junto à Cabofriense e apresentado na sexta [VIDEO].

Reforços

Falando em reforços, o Fluminense [VIDEO] está pelos resultados dos exames médicos para oficializar o experiente atacante Kléber Gladiador e, segundo o repórter Luciano Calheiros, da Fox Sports, pode acertar a vinda de outra peça para o setor ofensivo: Carlos, que, no ano passado, estava cedido por empréstimo ao Internacional e, no momento, não tem qualquer oportunidade no Atlético-MG.

Um meia e um zagueiro também devem ser anunciados nos próximos dias.

Paralelamente ao trabalho de montagem do elenco, a diretoria segue lutando para resolver outras pendências e, depois de uma longa negociação, confirmou ter entrado em acordo com o zagueiro Henrique, um dos oito dispensados no final de 2017. O valor da dívida não foi divulgado, mas o o jogador, que, curiosamente, acertou com o Corinthians, receberá uma parte de entrada e o restante será parcelado ao longo de 48 meses.

O Flu devia a Henrique salários, férias, direitos trabalhistas e verbas rescisórias referentes ao antigo contrato, que teria duração até o próximo dia 31 de dezembro. Além dele, deixaram as Laranjeiras, o goleiro Diego Cavalieri (Crystal Palace-ING), o lateral-direito Wellington Silva (sem clube), o apoiador Robert (sem clube), o atacante Maranhão (emprestado ao Goiás), os meias Marquinho (sem clube) e Higor Leite (ABC) e o zagueiro Artur (sem clube).