O 'caso Scarpa' está virando um assunto decorrente nos noticiários que envolvem a Instituição Sociedade Esportiva Palmeiras, pois o jogador chegou como uma das maiores contratações da temporada, porém, um problema judicial acabou afastando o atleta da equipe.

O que aconteceu foi que seu antigo clube, o Fluminense, havia atrasado os pagamentos do atleta, chegando até cerca de R$ 9 milhões, com isso o atleta conseguiu se liberar da equipe por uma liminar concedida pela Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro, esta dizia que o jogador poderia assinar com quaisquer outras equipes.

No entanto, tudo estava certo e o jogador vinha atuando pelo Palmeiras, inclusive já havia feito dois gols em uma partida que atuou como titular contra o Ituano, até então a torcida vinha pedindo sua titularidade, mas o Fluminense conseguiu derrubar esta liminar.

Cobrança de Galliote

Gustavo Scarpa, após a queda da liminar, teve seu contrato com o Palmeiras, automaticamente, rescindido, e o BID (Boletim Informativo Diário), da CBF, horas depois publicou que seu contrato com o Verdão estava rescindido, ou seja, o atleta não poderia nem mais treinar nos espaços do Palmeiras, até que se resolvesse sua situação.

Hoje em dia, o jogador está vinculado ao Fluminense, mas não treina com a equipe e o clube já afirmou que não deseja mais ter o atleta, descartando um possível retorno. Entretanto, o desejo da equipe carioca é fazer um acordo com o Palmeiras para que o atleta possa defender o clube paulistano.

Esta pedida do presidente, do Fluminense, Paulo Autuori parece ter irritado o presidente, do Palmeiras, Maurício Galliote, que afirmou não querer fazer nenhum tipo de acordo, pois já pagou € 6 milhões (R$ 24,6 milhões) pela aquisição de 100% dos direitos do atleta.

Cerca de € 3,5 milhões (R$ 14,3 milhões) aos empresários da OTB Sports e outros € 2,5 milhões (R$ 10,3 milhões) ao próprio Scarpa.

Portanto, Galliote afirma que esta questão é jurídica e pessoal entre o clube e Gustavo Scarpa. O presidente do Palmeiras cobra uma atitude de Scarpa, caso não haja acordo favorável a ele na Justiça, esta é que ele deveria entrar em um acordo com o Fluminense, trabalhando em cima do valor de € 6 milhões, já investidos pelo Palmeiras [VIDEO].

Pensamento de Scarpa

Ainda não se sabe qual será a atitude do atleta referente a esta situação, mas o que se sabe é que o jogador não quer abrir mão de parte dos € 6 milhões para ceder a sua antiga equipe. Por outro lado, o Palmeiras só quer saber de ter o atleta de qualquer forma, pois descarta que estes € 6 milhões sejam um prejuízo [VIDEO].