A sina do Santos em trazer um novo “camisa 10” para a Vila Belmiro, ao que tudo indica, não irá terminar nesta segunda-feira (2). Depois de praticamente tudo acertado com um jogador [VIDEO] que chegaria para fazer a função de armador no time de Jair Ventura, fatos novos fizeram as conversas esfriarem e o jogador ficou mais longe da Vila.

Segundo informações publicadas pelo portal Lance!, o Peixe já tinha praticamente tudo acertado pra a contratação por empréstimo do meia Caio Henrique, que foi revelado pelo próprio time. O jogador, inclusive, já até havia passado o feriado com familiares em Praia Grande e estava confiante em um acerto, porém, os últimos detalhes impediram a assinatura do contrato.

Um dos motivos para as conversas recuarem foi a pedida do Atlético de Madrid para o valor de compra fixado. Os espanhóis pediam 3 milhões de euros, pouco mais de 12 milhões de reais, enquanto que o alvinegro desejava pagar a metade disso. Outro motivo foi a pedida salarial feita pelo meia, considerada alta pelos dirigentes.

Caio Henrique jogou nas categorias de base do Peixe entre os anos de 2008 e 2016. Sem ter passado pela equipe profissional, o meia foi vendido ao Atlético de Madrid por 1,3 milhão de reais, porém ultimamente vinha atuando apenas na equipe B e mesmo assim muito pouco. Sua vontade de voltar ao Brasil tinha como objetivo ter mais minutos em campo.

Agora a diretoria corre atrás de um novo nome, porém as opções ficaram mais restritas, uma vez que se encerrou o prazo para o registro de contrato de jogadores vindos do exterior.

Buscava dois ficou sem nenhum

Também contribuiu para o iminente fracasso das negociações o fato do presidente José Carlos Peres não estar no Brasil. O mandatário desde a semana passada encontra-se no México [VIDEO], onde tentava pessoalmente convencer o Tigres a liberar o meia argentino Lucas Zelarayán, mas por lá um desfecho favorável ficou bem difícil de acontecer. Mesmo longe, Peres era quem tratava das negociações com Caio Henrique, enquanto que o vice, Orlando Rollo, que está ocupando o cargo de presidente, não participou de nenhuma das conversas.

Além de tentar contratar o meia argentino, Peres também está na América Central para tentar marcar amistosos contra times mexicanos no período da Copa do Mundo. A ideia do presidente é estreitar os laços com os times de lá, o qual ele considera os mais ricos das Américas, além de seguir com o processo de internacionalização da marca do Santos.