Eliminados da Copa do Brasil e do Campeonato Carioca, o Fluminense ficará um longo período sem ir a campo. Buscando não decepcionar no restante do ano, o Tricolor sabe que necessita reforçar o seu elenco. Pelo fato de o clube atravessar uma enorme dificuldade financeira, o que impede altos investimentos, a diretoria já decidiu que trará algumas revelações de equipes pequenas ou jogadores com poucas oportunidades nos demais grandes clubes.

Dentro dessa linha, um dos nomes que vêm sendo falado é João Carlos, centroavante de 23 anos, formado no Sampaio Corrêa-RJ, de Saquarema e que, no último Estadual, destacou-se pela Cabofriense, marcando quatro gols.

O Volta Redonda estava com conversas bastante adiantadas com o atleta, mas o Flu acabou tomando à frente e a tendência é de ele fechar com a agremiação das Laranjeiras por empréstimo de um ano ao longo dessa semana.

Um camisa 9 se tornou prioridade no Fluminense [VIDEO] desde a saída de Henrique Dourado para o Flamengo. Contando apenas com Pedro como especialista da função, o Tricolor sondou Rafael Moura, que já teve duas passagens pelo clube, sendo campeão da Copa do Brasil de 2007 e do Campeonato Brasileiro de 2012. Satisfeito com o interesse do antigo clube, o He-Man, no entanto, disse que, por enquanto, o seu objetivo é cumprir o vínculo com o América-MG, sua atual equipe.

Quem também se inclui no perfil de reforços a serem tentados é Caio Henrique, meia revelado pelo Santos e que volta de empréstimo do time B do Atlético de Madrid.

Além do próprio Peixe, Botafogo e Paraná também demonstraram interesse pelo atleta de 20 anos com passagem pela Seleção Brasileira Sub-20. Encostado no Internacional-RS, Camilo é outro que poderia reforçar o setor de criação do Fluminense [VIDEO].

Para finalizar a lista de contratações a serem tentadas, o zagueiro Juninho e o meia Hyoran, ambos sem quaisquer oportunidades no Palmeiras, podem chegar às Laranjeiras. Nesse caso, faria parte de um acordo com o Verdão por conta do imbróglio envolvendo a negociação de Gustavo Scarpa.

Todas essas especulações devem ser melhor discutidas na segunda, às 15h (de Brasília), quando o diretor-executivo Paulo Autuori, antes da reapresentação do elenco, concederá entrevista coletiva no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. O Fluminense só volta a atuar no próximo dia 11 de abril, às 21h45 (de Brasília), no Maracanã, contra o Nacional Potosí, da Bolívia, no início de sua sétima participação da Copa Sul-Americana.