O Flamengo segue em busca de um técnico, após a demissão de Paulo César Carpegiani, há dez dias. O Rubro-Negro chegou a cogitar a contratação do badalado Renato Gaúcho, que decidiu ficar no Grêmio após a conquista do campeonato estadual, ainda mais depois de saber de uma informação de bastidores. E o dinheiro que ele recusou não foi pouco.

De acordo com o blog do jornalista Rodrigo Mattos, a diretoria do time carioca havia oferecido ao treinador algo em torno de 1 milhão de reais por mês de salários para ele e sua comissão técnica.

Renato era o preferido da cúpula do Flamengo, que também já havia sondado Cuca, sem clube desde o ano passado, após ser demitido do Palmeiras nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro, e também Abel Braga, que de imediato recusou o convite para seguir no Fluminense.

Além de oferecer um salário superior a que ele ganha no Grêmio, os dirigentes do Flamengo acreditaram que o fato de Renato ter declarado uma vez que tinha o sonho de ser técnico do Rubro-Negro o fizesse aceitar a proposta. Porém, ao que tudo indica, o atual campeão da Copa Libertadores da América decidiu aditar um pouco esse projeto pessoal.

“Todo mundo sabe que o meu sonho é um dia dirigir o Flamengo”, disse o treinador logo após o fim do jogo contra o Brasil de Pelotas. “Mas neste momento prefiro ficar no Grêmio. Quem sabe no futuro?”, completou.

Não era a primeira opção

Segundo informações postadas pelo blog do jornalista Milton Neves, a recusa de Renato Gaúcho pelo Flamengo se deu após o treinador tomar conhecimento de que não era o primeiro nome na lista dos indicados para dirigir o Rubro-Negro. Segundo o jornalista, a preferência dos cariocas era por Fábio Carille, que acabou de ser bicampeão paulista pelo Corinthians e é o atual campeão brasileiro, e isso pesou na decisão de Renato em ficar no clube gaúcho.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Grêmio PaixãoPorFutebol

Enquanto não arruma outro nome, o Flamengo será dirigido pelo interino Maurício Barbieri na esteia do Campeonato Brasileiro, no próximo sábado (14), às 19 horas, contra o Vitória, em Salvador. Aliás, a manutenção do interino já é algo que tem sido levado em consideração dentro da Gávea.

Questionado nesta segunda-feira (9) sobre o prazo para a definição para um novo nome após a recusa de Renato Gaúcho, o presidente Eduardo Bandeira de Mello disse apenas se limitou a dizer: “Estamos de olho no mercado e aqui dentro.

Vamos levando”. Após isso, o mandatário se dirigiu até Barbieri, com quem teve uma conversa de aproximadamente 15 minutos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo