O técnico Jair Ventura conta com boas opções para a zaga do Santos. Além dos titulares Lucas Veríssimo e David Braz, no elenco ainda estão Gustavo Henrique e Luiz Felipe e até outro dia ainda tinha Cléber Reis, que sem espaço, se acertou com o Paraná Clube, e Nogueira, que foi jogar no Estudiantes, da Argentina. Os dois jogadores devem retornar no final do ano.

Como Luiz Felipe é apenas a quarta opção da zaga, ficando atrás de Gustavo Henrique, o Bahia tentou negociar com o Santos a contratação por empréstimo do defensor até o final do ano e pagando integralmente seus salários.

Publicidade
Publicidade

Mas ao contrário do que fez com Cléber, a diretoria alvinegra vetou a saída de seu jogador, frustrando os planos da diretoria do Tricolor de Aço, que ainda aguarda uma resposta oficial por parte do clube paulista.

A razão pela recusa é que a diretoria já está se precavendo para uma possível perda de Lucas Veríssimo ou Gustavo Henrique para o futebol europeu tão logo a janela de transferência internacional abra por lá.

Publicidade

O primeiro, inclusive, já quase foi embora no começo do ano, mas um desentendimento entre seus agentes e a diretoria, já na fase final das conversas, postergou a saída do atleta. Ele estava quase acertado com o Spartak Moscou, da Rússia, por 7,3 milhões de euros, algo em torno de 32 milhões de reais e a tendência é que o clube russo faça nova investida após a Copa do Mundo.

Contusão quebrou sequência no time titular

Luiz Felipe chegou ao Santos na temporada de 2016, vindo do Paraná Clube, e não demorou muito para conseguir espaço no time titular e por lá permanecer, até que no mês de outubro daquele mesmo ano, uma grave contusão nos ligamentos o joelho o afastou dos gramados por cerca de 10 meses.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Santos PaixãoPorFutebol

Enquanto se recuperava, o jovem promissor Lucas Veríssimo, vindo das categorias de base, assumiu a posição ao lado de David Braz, formando uma dupla de zaga segura. Com isso, Luiz Felipe nunca mais conseguiu recuperar sua posição, ao mesmo tempo que também viu a ascensão de Gustavo Henrique, com o qual divide o banco de reservas.

Porém, ao menos para o jogo desta terça-feira (1º), contra o Nacional, no Uruguai, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América, o jogador ganhou a queda de braço com sei concorrente e será titular, em substituição a Lucas Veríssimo, que terá que cumprir suspensão por conta do terceiro cartão amarelo recebido na partida da semana passada, contra o Estudiantes, na Vila Belmiro.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo