Uma das novelas mais longas do futebol brasileiro dos últimos tempos chegou ao fim. O Santos finalmente acertou a ida do lateral-esquerdo Zeca para o Internacional [VIDEO] e em troca ficará em definitivo com Eduardo Sasha. O acordo prevê que as duas agremiações dividam os percentuais.

Antes de enviar o jogador para o Rio Grande do Sul, o Santos teve que comprar 30% dos direitos econômicos sobre ele, que pertenciam a um empresário. Para ficar com 100% do jogador, o Peixe desembolsou dois milhões de reais. Agora, metade desses direitos sobre o jogador de 23 anos serão repassados ao time de Porto Alegre.

Outro fator ainda pendente entre Zeca e o Inter era a questão referente ao pagamento de luvas.

As partes já se acertaram e ficou definido que o jogador receberá os valores parcelados, restando agora apenas a realização de exames médicos para que o negócios seja fechado e, caso no haja nenhuma restrição, o jogador assinará contrato por três anos. “É uma negociação que demorou bastante. [VIDEO] Está bem encaminhado, faltam pequenos detalhes”, disse o presidente santista, que disse ainda que assim que o negócio for fechado, o jogador irá retirar a ação que tem contra o clube na Justiça. “Zeca está louco para jogar. Quando o negócio for fechado, ele tira a ação”, afirmou.

Durante a briga judicial que se envolveu com o Santos, Zeca ficou perto de assinar com o Flamengo, que recuou por temer perder o jogador ou ter que arcar com uma multa de 50 milhões de reais, caso a Justiça desse ganho de causa ao Peixe na ação que o jogador moveu para conseguir sua liberação.

O mesmo ocorreu com o Girona, da Espanha. No mês passado ele chegou a fazer exames médicos no Corinthians, mas depois que a notícia de sua possível contratação vazou, o alvinegro também desistiu do negócio. Posteriormente o Grêmio também se mostrou interessado, mas se assustou com os valores pedidos pelo santista.

Eduardo Sasha

Uma das grandes contratações do Santos para a temporada, não demorou muito para o atacante Eduardo Sasha conquistar seu espaço no time titular e cair nas graças da torcida, tanto que no mês passado o presidente José Carlos Peres havia declarado que compraria o jogador em definitivo. Seu empréstimo junto ao Internacional era válido até o final da temporada.

Agora, o atacante de 26 anos passará a ter metade de seus direitos econômicos ligados ao Peixe, 10% ficam com o Internacional. Outros 30% pertencem ao empresário Augusto Nogueira e ao próprio atleta. Já os 10% restantes pertencem ao investidor Delcir Sonda.