Anúncio
Anúncio

Em meio às dificuldades de renovação de contrato com alguns jogadores que vem enfrentando nos últimos tempos, dentre eles Éder Militão, que pode sair de graça ao final do ano, apesar de estar avaliado em 90 milhões de reais, a diretoria do São Paulo anunciou a extensão do acordo com o meia Lizieiro.

O acordo foi ampliado em três anos, e agora será válido até 30 de abril de 2023. “Estou muito feliz com este reconhecimento do clube, porque mostra que estou no caminho certo”, celebrou o jogador em entrevista ao site oficial do clube após a divulgação do novo acordo. Ele também disse estar motivado e espera retribuir com boas atuações e conquistas.

Lizieiro fez parte do elenco do Tricolor que foi vice-campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no início do ano.

Anúncio

Em março foi promovido à equipe profissional e hoje é titular na equipe dirigida por Diego Aguirre. Ele estará em campo neste domingo (29), quando o São Paulo encara o Fluminense, às 16 horas, no Maracanã, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Arrecadou quase 200 milhões com vendas

Um balanço divulgado pelo São Paulo, referente ao exercício de 2017 e já aprovado pelos conselheiros, revelou que o clube teve um saldo positivo (superávit) de pouco mais de 15 milhões de reais. Esses números foram graças à venda de jogadores, que totalizaram 188,6 milhões de reais, sendo 164,6, líquidos.

A maior venda desse período foi a de David Neres, para o Ajax da Holanda, por 39,6 milhões de reais.

Anúncio

Descontados os repasses para intermediários, o clube arrecadou 36,476 milhões de reais. E seguida a aprece a transferência de Luiz Araújo para o Lille, da França, que foi vendido por 36,4 milhões de reais. Descontando comissão de intermediários e também a participação de terceiros nos direitos federativos, a negociação rendeu 26,174 milhões ao Tricolor.

O clube também apresentou aumento tanto nas receitas quanto nas despesas do departamento de futebol profissional e de base. As receitas bateram 423,7 milhões de reais, contra 337,2 do exercício anterior. Já as despesas saltaram de 270 milhões para R$ 354,7.

As dívidas bancárias com terceiros caíram drasticamente, passando de 154,1 milhões de reais em dezembro de 2015 para R$ 99,4 no final do ano passado.

Anúncio

Hoje ela ainda e menor, estando em 93 milhões de reais. Por outro lado, a arrecadação com o programa sócio-torcedor apresentou queda, passando de 13,6 para 10,7 milhões.