O Campeonato Brasileiro da Série B começou neste final de semana, quando 20 equipes, sendo duas que já conquistaram o título da primeira divisão, no caso Guarani [VIDEO] e Coritiba, iniciaram a luta para voltar à elite do futebol nacional. A competição é caracterizada por ser muito acirrada, quando um time pode estar lá embaixo e em poucas rodadas figurar na parte de cima da tabela, como também pode fazer o caminho inverso.

E quem sofre muitas vezes com essa oscilação são os treinadores, e é muito comum times trocarem duas ou até mesmo três vezes de comando. Porém, nesta edição, a dança dos treinadores já começou com tudo e mal houve tempo para terminar a primeira rodada para que se iniciassem as trocas.

A primeira vítima foi Sandro Fromer, demitido do Coritiba após derrota por 1 a 0 para o Sampaio Correia.

O treinador, que antes treinava o time sub 20, havia assumido o comando no Coxa logo no começo da temporada, porém, o desempenho do time foi bastante irregular, além de perder a decisão do Campeonato Paranaense para o rival Atlético e ser eliminado na Copa do Brasil, na terceira fase, pelo Goiás. Ele dirigiu o time em vinte jogos, conquistando apenas sete vitórias, cinco empates e sofrendo oito derrotas, a última delas que culminou em sua demissão.

Eduardo na área

A diretoria do Coritiba agiu rápido e nesta segunda-feira (16), já anunciou a contração de Eduardo Baptista, que dirigiu a Ponte Preta em parte do Campeonato Paulista. Essa será a segunda passagem do treinador pelo futebol paranaense, uma vez que no ano anterior comandou o Atlético Paranaense em algumas rodadas do Campeonato Brasileiro.

“Estou feliz, time grande, desafio grande e muito motivado”, disse o novo treinador do Coxa em entrevista ao Blog da Nadja.

Baptista é esperado nesta terça-feira (17) na capital paranaense e junto com ele virá o auxiliar Gustavo Bueno. No entanto, sua estreia no banco do novo time será apenas na terceira rodada da Série B, no dia 27 de abril, quando a equipe recebe o Criciúma [VIDEO], no Couto Pereira. Para a partida desta terça, diante do Atlético Goianiense, válida pela segunda rodada, o time será dirigido de forma interina pelo auxiliar técnico Tcheco.

Este será o quinto clube da carreira de Eduardo Baptista como treinador. Ele surgiu no Sport Recife em 2015, quando fez um grande trabalho no Brasileirão daquele ano, o que lhe rendeu um convite para treinar o Fluminense naquele mesmo ano, onde acabou não se dando bem, sendo demitido no início de 2016. Contratado pela Ponte Preta, conduziu a Macaca em uma ótima campanha no Brasileiro e ai final daquele ano aceitou o convite para substituir Cuca no Palmeiras. Tendo que conviver com a sobra do ex-treinador, ele foi demitido às vésperas do Campeonato Brasileiro. Depois teve uma rápida passagem pelo Furacão e retornou à Ponte, mas desta vez não obteve o mesmo rendimento e o time de Campinas acabou rebaixado para a Série B.