Técnico com 14 títulos na categoria de base conquistados apenas no comando do Corinthians, o treinador Rodrigo Leitão é o novo comandante da equipe sub-20 do Santos. O cargo estava desocupado desde o início do mês, quando Aarão Alves foi demitido depois da eliminação na primeira fase da Copa do Brasil.

A expectativa da diretoria é de que o novo treinador estreie já neste fim de semana, quando o Santos encara o São Caetano, no ABC, pelo Campeonato Paulista da categoria. Na estreia da competição, no sábado passado, dia 14, o clube da Vila Belmiro foi derrotado pelo Santo André em casa.

Publicidade

Títulos internacionais

Dos 14 títulos que Leitão conquistou pelo Corinthians, quatro foram em competições internacionais. Nas categorias de base do Alvinegro paulistano, Leitão, de 30 anos, comandou o zagueiro Marquinhos, hoje no Paris Saint-Germain, titular da Seleção Brasileira que disputará a Copa do Mundo sob o comando do técnico Tite.

Entre os títulos de Leitão conquistados no clube do Parque São Jorge estão o Campeonato Paulista Sub-17 de 2013; Copa de La Paz Sub-17 de 2014; Copa Ouro Sub-17 de 2011 (em 2010 havia conquistado o mesmo título comandando o Desportivo Brasil); Canadian Shield Sub-17 de 2011; e o Torneio Sul-Americano de Buenos Aires Sub-17 de 2012.

Cotado para a Seleção Brasileira

O jornalista esportivo Jorge Nicola revelou em seu blog que Leitão já esteve cotado para assumir a coordenação das categorias de base da Seleção Brasileira em pelo menos duas oportunidades. O técnico é instrutor dos cursos de formação de treinadores (licença B) e análise de desempenho da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

É doutor e mestre em ciências do Esporte pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Além do Corinthians, também comandou as equipes da Ponte Preta, Paulista e a Desportivo Brasil.

Publicidade

Coordenador da base

Além de atuar como treinador, Leitão exerceu funções de coordenação ao longo de sua carreira no futebol. Na Ponte Preta atuou como coordenador geral e metodológico entre 2015 e 2016, logo após a sua passagem vitoriosa pelas categorias de base do Corinthians entre 2011 e 2015.

No fim de 2016 voltou ao clube do Parque São Jorge para exercer a função de coordenador geral do Departamento de Formação de Atletas. Nessa nova passagem pelo time paulistano ficou poucos meses, se desligando do clube em abril de 2017.

Mesmo assim, foi o suficiente para garantir uma taça na nova função: a Copa São Paulo de 2017, título conquistado com vitória de 2 a 1 na final sobre o Batatais, do interior paulista.