O Palmeiras perdeu a decisão para o Corinthians no último domingo e viu o rival levantar a taça no Allianz Parque. No jogo e nos pênaltis, o Alviverde foi derrotado pelo rival. Mas um lance crucial causou muita polêmica e pode definitivamente mudar o resultado e mudar o campeão, também.

O volante Ralf derrubou Dudu dentro da área no segundo tempo. Marcelo Aparecido, árbitro da partida, assinalou pênalti com convicção. Muitos órgãos de imprensa entenderam que não foi pênalti. Dionísio, delegado geral da partida, aparece nas filmagens publicadas pelo Palmeiras entrando no gramado e falando com o quarto árbitro. O conteúdo da conversa, claro, não foi aberto.

O quarto árbitro conversa com Aparecido e diz: "Não foi pênalti, mas se você quiser marcar, tudo bem." Aparecido voltou atrás e o Palmeiras não cobrou o pênalti. Naquela altura da partida, se o time de Roger Machado empata, teria grandes chances de ser Campeão Paulista. No jogo de ida em Itaquera, Borja marcou o único gol da partida e colocou o time palmeirense em vantagem.

O Palmeiras impetrou com a impugnação da partida no Tribunal de Justiça Desportiva, o TJD-SP. O motivo foi o uso de interferência externa neste caso, proibido pela FIFA e pela Internacional Board para o Futebol brasileiro. Em entrevista ao Estadão, Antonio Assunção de Olim, presidente do Tribunal, admitiu que o resultado da decisão ainda tem chance de ser alterado.

Dois Procuradores do TJD e cinco membros da terceira Comissão Disciplinar vão analisar o caso.

Se for acatado, a chance de impugnação da partida torna-se de fato real e a votação pode definir os rumos.

Revolta

Internamente, dirigentes, conselheiros e sócios do Palmeiras estão revoltados com a atuação de Aparecido. Algumas notícias [VIDEO] foram divulgadas após o clássico e uma [VIDEO]delas chamou a atenção: Aparecido é sócio de três bares. Um deles fica muito próximo à Arena Corinthians e recebe torcedores corintianos em dias de jogo. O próprio árbitro admitiu ser dono do estabelecimento ao portal R7 e disse que está com a 'consciência tranquila'.

O clube também se rebelou contra a Federação Paulista de Futebol. Em nota, o Verdão rebateu a entidade que afirmou que as imagens publicadas pelo clube não 'comprovam interferência externa'. De acordo com especialistas, as imagens mostram claramente que o árbitro foi avisado sobre o lance, o que de fato comprova uso de informações fora de campo para o pênalti ter voltado.

Na segunda-feira, o Palmeiras estreia no Campeonato Brasileiro contra o Botafogo-RJ.