A imagem do golaço de bicicleta de Cristiano Ronaldo, o segundo na goleada por 3 a 0 sobre a Juventus, na Itália, pela partida de ida da Liga dos Campeões da Europa [VIDEO], em poucos minutos rodou o mundo. Em todas as mídias, ainda com o jogo em andamento, podia-se ver fotos, sequência de fotos, vídeos e relatos de um lance que é sério candidato ao Prêmio Puskas de gol mais bonito do ano.

Também não demorou para que o gol anotado pelo português fosse comparado a um marcado por nada menos que Pelé. Em uma partida contra o Corinthians, disputada em 1969, no estádio do Morumbi, em São Paulo, o Rei do Futebol protagonizou um lance muito semelhante, e o perfil oficial do Peixe no Twitter usou do bom-humor para comparar as jogadas.

“O pai aprendeu com o Rei. Ensinou certinho, Pelé”, dizia a postagem acompanhada de uma foto da bicicleta dada por Pelé.

Pouco depois, o próprio camisa 10 decidiu entrar na brincadeira e, também usando as redes sociais, comentou sobre o mágico lance protagonizado pelo atual melhor jogador do mundo. “Alguém viu aquele gol de um jovem chamado Cristiano ontem? Fico imaginando de onde ele aprendeu aquilo”, escreveu o Rei do Futebol, também fazendo referência a um de seus gols.

Existe ainda outra imagem bem parecida de Pelé fazendo o movimento que caracteriza a bicicleta, mas ela foi registrada no estádio do Maracanã, em uma partida contra a Bélgica, quatro anos antes ao jogo do Morumbi. Também na terça-feira, as imagens de um gol que ele marcou, na época que já jogava no Cosmos, dos Estados Unidos, também foi passada algumas vezes na televisão.

Lance recebeu elogios de jornais europeus

“Obra de arte”, “de que planeta vieste”, “és o maior”. Estas foram apenas algumas das manchetes que os meios de comunicação da Europa usaram para (tentar) descrever o lance protagonizado por Cristiano Ronaldo na partida contra a Juventus, pela UEFA Champions League.

O gol [VIDEO] redeu longos aplausos da torcida adversária, que era ampla maioria no estádio e também foi comentado por seu protagonista. “Para mim, foi um dos momentos mais bonitos que tive nesta noite”, descreveu o jogador, lembrando que o havia marcado em um lugar onde passaram tantos craques e com um time do tamanho e a tradição da Juventus. “Receber esses aplausos deixa boas memórias no coração”, continuou o jogador, que revelou ser um admirador da equipe italiana desde menino.

CR7 tem um novo encontro com a Juventus, na próxima quarta-feira (11), em Madrid, quando acontece o jogo de volta. Os Italianos precisam vencer por três gols de diferença (desde que marquem no mínimo quatro) para avançar às semifinais. Se devolverem o placar de 3 a 0, a partida irá para a prorrogação.