O Palmeiras enfrenta o Internacional neste domingo (22), no Pacaembu, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. O time comandado pelo técnico Roger Machado estreou com empate contra o Botafogo-RJ, fora de casa, pelo placar de 1 a 0.

Analisando de forma macro, a igualdade fora de casa não foi ruim. O Verdão saiu na frente após belíssimo gol de Alejandro Guerra, mas permitiu o empate com falha grotesca da zaga.

Felipe Melo perdeu o timing da bola e o zagueiro Antônio Carlos errou o posicionamento. Resultado? Gol do time carioca.

Após a partida, Machado ressaltou o empate fora de casa como bom resultado, mas lamentou que o primeiro tempo tivesse sido ruim. Não teve chute a gol nem grandes jogadas. Os goleiros mal trabalharam.

A decisão do Paulistão

A decisão do Campeonato Paulista 2018 foi marcada por grande polêmica.

O clássico entre Palmeiras e Corinthians, no Allianz Parque, terminou com o resultado de 1 a 0 para os Alvinegros. Mas um lance pode impugnar o resultado do jogo e até fazer voltar atrás sobre o campeão. Dudu entrou na área e foi derrubado por Ralf. Marcelo Aparecido apitou o pênalti e, 8 minutos depois, voltou atrás.

Em seu depoimento no TJD (Tribunal de Justiça Desportiva), Aparecido confirmou que viu pênalti.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Palmeiras

Após conversar com o quarto árbitro, voltou atrás. O problema maior é que Dionísio, diretor da partida, conversou com o quarto árbitro momentos antes e ele não poderia estar em campo de acordo com as regras da competição. Em depoimento, Dionísio disse ‘’que virou tutor’’ e que sua presença no campo estava legitimada.

Em virtude da discórdia, o Palmeiras contratou uma empresa internacional de investigações chamada Kroll.

Trata-se de uma gigante do segmento e que teve até participação na descoberta de alguns fatos na época em que Fernando Collor era presidente do Brasil. O objetivo palmeirense é confirmar que houve interferência externa pelo estudo completo das imagens e ter mais um trunfo a seu favor.

A possibilidade é muito remota, mas existe. A final do Campeonato Paulista pode, sim, ser impugnada. Se isso acontecer, um novo jogo pode ser remarcado e a disputa recomeçada.

Nas redes sociais, as opiniões divergem bastante. Parte dos torcedores quer que o clube vá até o fim e que uma nova partida seja disputada, enquanto outra parte acredita que isso não seja necessário e que não vale o esforço, já que o rival tem a disputa ‘’manchada’’ pelo que considera erro crasso da arbitragem.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo