A diretoria do Flamengo foi duramente criticada nas últimas semanas por conta da saída repentina do atacante Everton, que deixou a Gávea para jogar no São Paulo. Com o contrato do peruano Paolo Guerrero chegando ao fim, os dirigentes prometem fazer o máximo para garantir a sua permanência no Rio de Janeiro.

Conforme o jornal carioca Extra, o Flamengo espera que o peruano seja absolvido definitivamente no Tribunal Arbitral do Esporte. Assim, focará na renovação do contrato do peruano. De acordo com Gilmar Pereira, colunista do jornal, o Palmeiras demonstrou interesse no jogador. Mesmo assim, o Rubro-Negro está disposto a cobrir qualquer oferta.

A principal medida a ser tomada é aceitar os valores pedidos pelo peruano. O jogador deve ganhar um salário ainda maior, sem contar com o pagamento luvas pela assinatura do contrato.

No clube, há pessoas que não veem necessário pagar um valor tão alto por um jogador de 34 anos. Porém, o Flamengo vê a permanência como crucial para ter sucesso no restante da temporada [VIDEO].

Como o seu vínculo vale somente até o mês de agosto, alguns clubes sondaram o jogador peruano recentemente. O Palmeiras, por exemplo, estaria disposto a pagar 1,2 milhão de salário, além das luvas. A sua punição por doping chega ao fim nesta quinta-feira, dia 3. Por isso, Guerrero deve entrar em campo no próximo domingo (6), em jogo contra o Internacional válido pela quarta rodada do Brasileirão.

‘’Eu estou pronto, bem fisicamente.

Agora vou resolver isso e retornar para ajudar os meus companheiros. Estou muito ansioso para esse jogo. Quero estar de volta’’, disse.

Nas redes sociais, muitos torcedores do Flamengo já se posicionaram contrários a renovação do vínculo com os mesmos valores. Caso ele passe a ganhar ainda mais, a pressão pelo seu desempenho vai aumentar.

A contratação do peruano foi visto como uma demonstração de força financeira. Em 2015, com o contrato chegando ao fim, o atacante queria receber mais dinheiro, mas a diretoria corintiana [VIDEO]se negou a subir os valores. O Rubro-Negro carioca o contratou, pagando um salário que gira em torno de 900 mil reais mensais.

Porém, a passagem não é tão vitoriosa. Com lesões e convocações frequentes para jogar pela seleção do Peru, Guerrero não consegue uma sequência de partidas no time titular a um bom tempo. Sem contar no doping que o tirou dos jogos importantes da Copa Sul-Americana, sendo um grande desfalque para o time que era comandado por Reinaldo Rueda.